Ajudar as pessoas e o conhecimento adquirido!

Passam-se os anos e muitas pessoas entram na sua vida, poucas ficam e muitas se vão. As que se foram, deixaram algum aprendizado que podemos colher ou simplesmente evita-los.

Diante de nossas ações, criamos nosso futuro em pró de um objetivo, de um sonho, de uma crença, mas acreditamos que um dia se concretizará. Nossas visões do futuro sempre passam em nossas mentes e acredito que todos são dignos dessas conquistas, nós podemos.

Até chegarmos ao topo, muitas coisas vão acontecer, muitos erros, muitos acertos e o melhor de tudo, muito aprendizado. Quando se chega ao topo, procuramos novos desafios e assim trilhamos novas jornadas.

E as pessoas que vão iniciar a mesma jornada que nós percorremos? Claro que podemos ajudar!

Só de ver a alegria das pessoas em saberem que podem chegar lá, mas de uma forma menos errônea, que podem usufruir do mesmo tempo, com um sabor menos amargo.

Você pode estar se perguntando:

“Então quer dizer que passei pelo caminho das pedras e as pessoas vão conhecer todas facilidades que eu tive que encontrar?”

Não! Ainda não inventaram uma maquina ou técnica que pode absorver todo seu conhecimento, as pessoas ainda sim, serão menos capacitadas que você, mesmo elas sabendo as facilidades. Além de ensinar, aprende-se duas vezes, no sentido de fixar aquela informação que você tinha guardado em mente.

Sabe aquele medo que você tem de falar em público?

É justamente a informação que você tem guardada, mas não tem firmeza em explicar para todos, tem medo de gaguejar, de dar branco. Mas quando começa a ensinar aquela informação para uma, duas, várias pessoas. Deixa de ser um medo e passa ser uma vontade de falar, com convicção, com tesão.

O professor, mentor, palestrantes, são pessoas que começaram a passar as informações guardadas na mente, ao invés de deixar o medo tomarem conta delas. E veja, será que elas deixaram de ganhar por causa disso ou as coisas facilitaram, ao ponto de ganharem muito mais?

Todos podem ensinar, passe a diante seu conhecimento!

Like what you read? Give Nicholas Eduardo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.