pra ler ouvindo: pulmões

gosto do céu. das nuvens. do sol. do vento que arruma tudo e bagunça e arruma e bagunça de novo. gosto da imensidão disso tudo: que tá aqui comigo e também tá lá, do outro lado do mundo. essas coisas: o céu, a imensidão e o fresquinho que dá no coração quando a gente para pra admirar tudo isso, me lembram você. que é enorme e ainda assim cabe aqui em mim. que é imenso e ainda assim para pra me escutar. que cobre até lá o outro lado do mundo e ainda assim tá aqui quando eu chamo. que governa os astros e tudo o mais que existe e ainda assim acha um tempinho pra ouvir minha oração e orientar minha vida. pensar nisso tudo me lembra aquela canção — que seria a nossa, se eu tivesse que escolher uma só. aquela que fala sobre como, apesar de ser tão soberano e imenso, você ainda se importa com esse pontinho tentando acertar aqui embaixo. é esse amor que me faz olhar pra cima no meio dessa correria. olhar pra cima é ter certeza: o céu se importa comigo.

Nicole Freixo

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.