Um robô pode fazer o trabalho de um médico?

NimbCare | Cuidados ambulatoriais | Atenção pré-aguda | Cuidados agudos | Cuidados pós-agudos |

Se fosse questionado há 10 anos atrás, eu teria dito: “De jeito nenhum!” Mas se você me perguntar hoje, minha resposta é bem mais impactante, “Ainda não — mas este dia está próximo”.

Essa tendência tem avançado rapidamente, todos os dias novos algoritmos de inteligência artificial de “aprendizagem profunda” são criados, com resultados fascinantemente realistas. No campo da realização de trabalhos médicos, até recentemente, eram pensamentos surreais, jamais poderíamos imaginar que um robô seria capaz de realizar feitos médicos.

Por exemplo, os algoritmos de aprendizado profundo foram capazes de diagnosticar a presença ou ausência de tuberculose em imagens de raios-x do tórax com uma precisão surpreendente. Os pesquisadores, primeiro “treinaram” as máquinas com centenas de imagens de raios-x de pacientes sem e com tuberculose. Então, eles testaram a tecnologia com 150 novos raios-x. Os algoritmos alcançaram uma taxa de precisão impressionante de 96% — melhor do que muitos radiologistas humanos.

Algoritmos de aprendizagem profunda similares mostraram sucessos encorajadores em outros ramos da medicina, como patologia, oftalmologia e cardiologia.

Do mesmo modo, as redes neurais mostraram ser (ligeiramente) melhores do que os médicos humanos na detecção de alterações do diabetes em imagens das retinas do paciente.

Em outras palavras, essas investigações iniciais no campo da Inteligência Artificial médica demonstram que os algoritmos podem fazer, bem como ou (se não melhor do que) os médicos humanos especialistas.

Contando com a velocidade dos processadores que continuam a melhorar dia após dia, a todo custo, podemos ver o crescente uso de Softwares e Hardwares cada vez mais baratos e universais, todo esse esforço pode sim complementar os médicos humanos e, eventualmente, substituí-los em alguns casos.

nimbcare.com

Socialize com saúde!