eu não gosto de crianças e gosto menos ainda da presença delas em rolês dos adultos.
calmajacque
1

Eu amo crianças e não vejo problema em pais levarem-nas para diferentes espaços, desde que esses locais estejam de acordo com a idade delas, óbvio; e que os pais tenham a responsabilidade de cuidar das crias assim como criam em casa — o ponto do meu texto é exatamente esse: com frequência vejo crianças com sono e pais brindando, em restaurantes. Não há respeito quanto aos horários dos pequenos. Não, ninguém é obrigado a gostar de crianças, mas também não é certo impedi-las do convívio social baseada no gosto alheio. Isso é bem semelhante a impedir a entrada de homossexuais e/ou negros em determinados estabelecimentos.

Eu até entendo restaurantes que não dispõem de uma infra-estrutura para receber crianças (isso demanda assentos especiais, certa interatividade e também alterações de cardápio). Sendo assim, cabe aos pais a percepção de que determinados locais são inadequados e não ao restaurante em si impedir a entrada de crianças em qualquer horário. É uma medida preconceituosa, não há justificava para ela.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.