os meus

meus amigos tem novos amigos, vestem roupas que não conheço

aprenderam a dançar.

meus amigos encontram abrigo em seus amores e não sabem mais me abraçar

meus amigos calam, pisam em ovos, meus amigos tem suas próprias festas e suas próprias dores.

meus amigos parecem estar na iminência de me odiar.

meus amigos ainda contam as mesmas piadas, me recebem já de madrugada

e me deixam chorar

quando não sinto minhas pernas de tanto álcool ou tristeza.

meus amigos ainda dizem aquelas coisas que mais batem fundo e dissolvem solidão, se sentam comigo pra dividir bolo no fim da semana, no fim do mundo

meus amigos insistem que não sou ruim.

meus amigos me esperam e me aceitam depois de toda palavra dita errada e toda decisão que só podia dar mesmo

na maior cagada

meus amigos seguram meus cabelos enquanto vomito ou minhas mãos quando sinto muito medo

meus amigos só me conhecem bem demais

amor do dia a dia.

meus amigos são ainda um lugar

pra sempre voltar

e saber

que meus amigos

ainda são os meus.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Noah Malta’s story.