our deal

numa janela de luz azul

escura

me concentrei

enquanto tremia de perder

aquele amor

de morrer

por tanta miudeza

longe de mim mesma

perdida, cansada, fingida

apática

qualquer coisa que não me fizesse perceber

eu só me agarrava ali por não saber mais

pra onde ir

procrastinadora, alienada, preguiçosa

maldita

te suguei muito sangue

e você inundou de breu os meus pulmões

já desgastados demais

pelos erros

de outros

mas isso também foi escolha minha

os meninos

vazios

frágeis

também só queriam

alguém pra sanar

as carências

afetivas ou políticas

seja lá o que fosse

ainda culpo os pobres

embora no fundo

saiba

que ela é sempre

sempre

toda minha

e vai embora

que não me deixo mais

vencer

pelos teus braços

fracos

pelos teus

olhos

rasos

as desculpas

as coisas que nem sabia

que era capaz

de fazer

de inventar

pra permanecer ao teu lado

ou pra te fazer ficar

conformada, mentirosa, desesperada

afogando em beijos

feitos de volatilidade

afogando numa suavidade

que foi apagando aos poucos

perdendo então o meu abrigo

o único

o raro

o impossível

pensando agora

me pergunto

o que diabos estava fazendo

mas isso é só porque já me apaixonei

por uma outra paisagem

que pelo menos

momentaneamente

me enche mais de mim

que qualquer um desses

fins

não é que não tenha sido importante, sabe

não é que não tenha me matado, olhe

não é que não me dê saudade

ou vontade de chamar

é só que já me saquei

a ponto

de saber dizer não

até mesmo pra esses meus desejos

urgentes

que só vem mesmo por uma

carência

milenar

de ter algo em que possa me apoiar

e tu foi

o meu bidê, o meu ombro

o meu corrimão, o meu descontar

o ouvido onde eu

aos berros

esvaziava

e perdia a voz

e te fazia

surdo

de tanta informação

sei lá

cansei de me enganar

eu nem te amo

e nem sei até onde amei

mas se eu quiser te achar

e ligar às 4:00 da manhã

me manda então

tomar no cu

diz que atrapalho a tua vida

o teu sono

o teu superar

e que não passo de uma

fraca

voltando pro que já conhece

só porque é mais fácil

só porque é

conveniente

me diz então que você

tem que acordar

cedo

e viver os teus dias despreocupados

tolos

e me faz gargalhar

que então confirmo

a teoria mais comprovada

do mundo:

você não é amor da vida

pelo menos não da minha

e chega dessa tendência

a romantizar

vai pro inferno

com essa baboseira

de querer

mudar

que a gente sabe

que é tudo sempre

igual

quando se esvai

a

vontade

você não passa de um

bom rapaz

que não

me engrandece

mais

vamos

correr

de nós mesmos

vamos

respeitar a nós mesmos

fica então assim

combinado.