Mitocôndrias

Com o passar do dia, nunca paramos pra pensar em como a energia que nós gastamos em nossa rotina é produzida. Uma boa alimentação junto com um sono equilibrado pode nos dar uma parte da resposta que procuramos mas existe em um aspecto microscópico, uma série de processos bioquímicos dentro de uma organela que nos traz o “combustível” certo para conseguirmos realizar os afazeres. Toda molécula de glicose (Carboidratos/Açúcares) que é ingerida em nosso corpo, ou é compactada e acaba se transformando em glicogênio (junção de moléculas de glicose) que é armazenado pelo fígado ou é transferida para as células para gerar energia em uma das mais importantes organelas no estudo da citologia. A mitocôndria consegue produzir energia na forma de ATP (Adenosinatrifosfato) a partir do Ciclo de Krebs e da cadeia transportadora de elétrons. Sua descoberta aconteceu em meados do século XIX mas a comprovação de sua existência só foi feita em 1890. As células aonde as organelas são mais presentes são as hepáticas (fígado), cardíacas (coração), nervosas (sistema nervoso) e musculares. O número de mitocôndrias vai sempre depender do órgão em que a célula se insere, sendo presente também a demanda de energia que as células necessitam. Para finalizar, todas as suas mitocôndrias são provenientes das mulheres de sua família mas isso é um assunto para um outro momento. Já parou pra pensar em como a mitocôndria é importante pra você hoje?


NogScience 📚

Insta 📷 : nogscience

Email📩: nogmedscience96@gmail.com