Nosso lugar

”View_of_Collioure” — Matisse (1905)

Eu moro em você. Moro devagar, moro aos poucos. Passo um tempo na sua cabeça. Enquanto você me escreve, me pinta e me toca, me bebe. Você me devora e me sente. Você me olha e me beija. Você me deixa. Você viaja entre as estrelas, no seu cometa, com o meu mapa a te guiar. Eu moro em você e de longe você me vê. Vem, volta, fica, vai. Mora em mim devagar, mora em mim aos poucos. E mora de novo, mora sempre, assim, nesse nosso lugar.