Paixão

Debaixo de sete capas guardei sete desejos. Lucidez fora de hora; eis o meu erro, quando deveria guardá-los debaixo de tuas saias. E, assim, como um Faraó retardado e retardatário, tenho a alma presa no sarcófago da existência. E só você, e só você, tem a chave… Teus pecados, hoje eu sei, me abririam um céu pecador, mas é onde estaria nossa salvação. Quando o amor dignifica o pecado, não há pecado em pecar.

Citei “Faraó”, minha bela menina, mas em vão não foi: tens os olhos das deusas egípcias, e reinas em meu deserto. O pensamento em você me faz mais forte. E, assim, enfrento as tempestades, sentido-as como brisas leves e suaves. A noite escura ilumina você no céu dos meus pensamentos; estrelas pingam saudades em meus olhos, e um rio de paixão se abre diante de mim. E é assim que me afogo. Em pleno deserto.

Norton Ferreira.