Quando as pessoas me perguntam o porquê eu fico brava quando me contam que elas ainda tomam pílula/fazem uso da pílula do dia seguinte, eu só penso em uma coisa: valeu a pena?

Que fique claro aqui que eu fico brava com os profissionais que te empurram esses hormônios goela abaixo, sem nem ao menos considerar outros métodos e tratamentos, não com vocês, tá suas lindas?

Você pode ainda não saber o que o uso desses hormônios sintéticos pode provocar no seu organismo, mas eu sei. Não que eu seja uma autoridade em medicina, ou qualquer coisa do tipo, mas eu passei por isso.

Com 17 anos eu fui à ginecologista que me disse: “você tem síndrome dos ovários policísticos (SOP), tem que tomar pílula anticoncepcional para regular o seu ciclo e não sofrer mais com as dores”.

Eu, como toda adolescente desinformada e ingênua, acreditei na minha médica. MÉDICA: autoridade total e INCONTESTÁVEL do universo.

Acontece que eu errei, assim como ela. A SOP, não é algo terrível e impossível de ser tratado, pelo contrário, é muito simples.

“Mas, Larissa, o que a SOP faz?”

A SOP inibe a sua ovulação. O que isso faz com o organismo feminino? Forma cistos no seu ovário. Sim, simples, rápido e (in)eficaz (pra quem deseja ter filhos).

Mas um alerta pra população: SOP não faz com que você seja estéril, ela apenas dificulta o processo. Ou seja, não sejam ESTÚPIDAS e deixem de usar camisinha e vivam no “oba-oba” por isso.

Tendo dito isso, vamos adiantar dos meus 17 anos para os 27: eu morri. Por dentro. Por fora. Por tudo quanto é lado. EU PERDI A MINHA VONTADE DE VIVER.

Falta de vitamina D? Pode ser. Falta de ferro? Um pouco. Falta de vitamina C? NO FUCKING WAY. Eu tomo “SAPORRA” todo dia.

O que acontece então?

A FUCKING pílula.

SIM, a pílula altera alguma porra no seu cérebro que faz com que aquela substância que faz com que você NÃO queira se matar, suma. Mas antes de continuar, me deixe fazer um adendo: você pode não se sentir assim AGORA, mas eu tomei isso por 10 (DEZ) anos.

Então eu CANSAY. Cansei de ser trouxa, cansei de passar os meus dias me sentindo miserável, cansei de viver a vida pela metade. O que eu fiz? Parei com essa porra.

Melhorou? Depois de um tempo. No começo eu ainda me sentia meio moribunda, mas depois de alguns meses (MESES) isso passou. A minha libido era outra. Voltou 100%? Não. Eu não sou mais uma garotinha de 17 anos, gente. Eu não sei o que a libido representa desde aquela época. Mas alguma coisa mudou. Tudo passou a ser mais prazeroso e o meu receio de: “VAI SER TÃO BOM SEM CAMISINHA?”, morreu. É bom, sim. É bom pra caralho, inclusive. Mas não deixemos nosso foco de lado:

O que eu fiz pra mudar as reações que o meu corpo apresentava por causa dos cistos no meu ovário (que eu não posso tirar, inclusive)? Eu fui atrás de uma nutricionista funcional. Essa ideia surgiu do nada? Não. Foi pesquisa, pesquisa pra caralho. Mas que fique claro que antes disso eu havia feito a minha própria pesquisa sobre todos os sintomas da SOP, como tratar, o que fazer, etc… e que toda pesquisa me apontava para endocrinologistas. PFFFFF. Me ajudou até que ponto? Até o ponto de me MANDAREM emagrecer, sendo que eu sou uma pessoa extremamente satisfeita com o meu corpo. Essa endócrino me receitou uma droga que vinha na receita: “caso MORTE ocorra, o médico estará isento de totais responsabilidades, desde que o paciente assine que está ciente que PODE MORRER”. Claro que não foi nessas palavras, mas me fez sentir dessa forma: um rato de laboratório, emagrecendo sem querer emagrecer e estando conivente de todo e qualquer risco.

Procurando a alopatia me fez esclarecer algo: vale realmente a pena se envenenar com todos esses alopáticos que nos receitam? A minha resposta, depois desse período foi assertiva: não.

Encontrei a nutrição funcional. Pesquisei muito, penei muito para chegar nessa conclusão. Mas a resposta que me veio é definitiva: não sinto mais dores, não sinto mais aquele desconforto irracional que antes me controlava: hoje eu sou livre.

Antes de mais nada: identifiquem a CAUSA da sua SOP: ela pode ter origem no seu intestino, ela pode ser emocional, pode ser pelo seu lindo sistema reprodutivo… ninguém sabe, mas se observe, encontre a causa que te provoca todos esses desconfortos: ela pode ser física ou emocional.

E desde que eu comecei o tratamento com nutrição funcional, o que aconteceu? Primeiro, eu estive, pela primeira vez na minha vida, na frente de uma profissional que realmente me escutou. Segundo, as recomendações foram certeiras: “pare com a pílula anticoncepcional, pois a mesma é à base de LACTOSE, e a mesma PIORA a situação já existente no seu organismo”. Lactose piora mesmo? MUITO. Mas antes de me contestarem, procurem saber mais sobre as doenças que acometem as orientais e o que elas consomem.

Ainda tem dúvidas? Ainda acha que sexo sem camisinha com o parceiro vale mais do que a SUA saúde? Então não diga que eu não avisei, sinceramente.

Procure se descobrir e seja feliz, sua linda! ❤

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.