Os três As da produtividade — como ser mais produtivo em três passos

Todos nós já ouvimos a palavra “produtividade”. Ela assalta-nos em casa pelo ecrã da televisão e no trabalho, forçando-nos a fazer mais com menos (talvez seja melhor alterar a preposição para “por”), deixando-nos com menos tempo livre e com pouca vontade de aproveitar esses momentos para tirar o rabo do sofá e afastar os olhos da série de má qualidade que assistimos em segredo. Aqui ficam três medidas muito simples para aumentarmos a produtividade e sermos felizes:

1. Adiantar todos os cafés.

Beber os oito cafés diários de uma só vez, antes do horário de trabalho. Pois é, aposto que nunca vos tinha ocorrido. A verdade é que resulta. Ao bebermos todos os cafés do dia de uma só vez, estamos a poupar tempo precioso que podemos dedicar ao trabalho. Para além disso, possibilita uma linda amizade com o empregado de balcão do café, que nunca mais se esquece de nós.


2. Arranjar uma algália.

Mais uma solução bastante prática e que poupa muito tempo. E o que poderia ser mais cómodo do que não precisarmos de nos levantar para ir fazer uma visita à casa de banho do emprego que aquele colega asqueroso, e há sempre um desses, empestou momentos antes de entrarmos? E para os que sofrem de incontinência, que alívio não terem que se preocupar com soltar uma ou duas gotinhas depois da anedota racista do tal colega asqueroso.


3. Acabar com os almoços.

Sim, leram bem. Deixar de almoçar. É uma hora que se poupa e dinheiro que não se gasta. O ideal é, aliás, cortar todas as refeições, mesmo aquelas feitas em casa. Vão ver que chegam ao fim do mês com mais dinheiro e menos nódoas. Tem também a vantagem de não precisarmos de ficar com a consciência pesada por causa do débito directo por parte do ginásio no qual nunca pomos os pés. Esta medida não só aumenta a produtividade como faz bem à saúde.


E há muitos outros As em produtividade. Acreditar, por exemplo. Eu acredito que posso ser mais produtivo. Eu acredito que a produtividade está ao meu alcance. Agora já só me falta arranjar emprego.