Eu e Ela

Em quadros de segundos, me vejo só
Pensando em você
Sentir tua falta é como ser dilacerado vivo

Tudo ao meu redor gira com lentidão
As pessoas, as paredes da rua
Já perderam o sentido
E a única cor que enxergo é o brilho Esverdeado do seu olhar em meio a esses montes de borrão

Na fúria, imatura, faz do tempo o seu escravo
Usa das palavras, pra encantar
Sábia, esperta e de ataque usa o amor
Pequena, branca, pra mim a mais bela flor

E eu sou aquele em que ela descansa
E repousa a cabeça, no suspiro
Acalmo sua agonia
Nem sempre seremos paz, mas nos prometemos harmonia
Me pergunto quem tem a sorte eu ou ela de ter me conhecido
Aprendemos juntos, crescemos juntos e morremos juntos
Aquele sorriso, encanto da alma, levarei pelo tempo que nesta terra me restar
Hoje você tem sido minha inspiração
Nós meus versos eternizo nossa paixão

Eu e ela somos a mistura da calma com a fúria
A mansidão de um rio com a tempestade do mar
Entre opostos somos também iguais
Na confusão, fusão do amor
Nos tornarmos os mais belos dos casais.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jamir Nurnberg’s story.