A oração que vale uma coroa

Um novo All Stars começa

O primeiro trouxe uma repescagem variada e obrigou as queens a trabalhar em duplas fixas. Pra chegar no topo teriam que colaborar com uma sister nas alegrias e nas tristezas.

No segundo, as vencedoras dos desafios tiveram que indicar quais deveriam ser eliminadas, após uma polpuda gorjeta de 10K U$.

Neste terceiro, Mamma Ru selecionou cuidadosamente as rainhas que não desistiram de perseguir seus próprios sonhos.

Não fiquei gagging com as 9 apresentadas. Achei o casting medíocre, pois varias rainhas não entregam tanto carisma, apesar do excesso de bom gosto. Abaixo falo um pouco das minhas favoritas, mesmo sabendo dos spoilers inevitáveis que já circularam.

Trixtie, pq sim

Ela veio mais confiante. De verdade verdadeira. Está com o tom de voz alterado, com sacadas um pouco mais ligeiras, com seus traços característicos acentuados. Obvio que os spoilers já a coroaram. Está dando pra entender mesmo pq. A Barbie girl vai trazer muitas surpresas embaixo daquela maquiagem icônica. Especialmente pras mulheres drags, que geralmente apreciam os exageros da TM.

Shangela

Guerreira. Barraqueira. Shangela Laquifa não abandona o perfume guetto e chega lembrando que é preciso muito mais do que habilidades em costura pra permanecer no jogo. Sempre maloqueira, sua voz alta e seu raciocínio ligeiro arrancam gargalhadas e deixam seus desafetos de queixo caído. Já foi demitida duas vezes do rpdr. Não tá com cara de quem tem medo de tomar um sashay away novamente. Garante que está mais bem preparada pros desafios de costura, e afirma que continua sem um sugar daddy.

ChiChi Devayne

Chichi foi uma zebra na oitava temporada. Foi pisoteando quando precisava dublar pela sua vida e chegou ao top4 da competição, apesar de suas queixas financeiras. Tive o prazer de vê-la se apresentando ao vivo. Entregou uma energia incrível enquanto dava suas piruetas no palco. É inspirador ver um ser humano superando anos de limitação e encontrando um propósito de vida que nutre sua alma e sua conta bancária. Que vá tão longe quanto em sua temporada original.

Aja

Foi protagonista de um dos lipsyncs mais inesquecíveis. Não segurou a onda de dublar ao lado de Nina Bonina, mas deixou na memória uma despedida que pedia cenas adicionais. Aja voltou meio parecida com aquela que a inspirou em uma das frases inesquecíveis da nona temporada. Aja não esconde que realmente investiu horrores em perucas, maquiagens e roupas novas. Aprendeu com aquela que tem o sorriso lindo e parece com a Linda Evangelista.

Morgan

Morgan começou júnior e agora aparece sênior e plena no rolê. Espero que tenha mesmo estudado o suficiente pra entregar atuações mais memoráveis e consiga ser tão leve quanto é pesada, especialmente com quem anda desleixada (alô Mystic Summers). Este docinho evoluiu como Tatianna, colega e rival da segunda temporada. Virou um mulherão da porra, arrasando no pompoarismo e causando discórdia nas suas redes sociais (beijo pra Tyra).

Você quer auto-confiança?