Comer precisa ser simples

Comer é um momento que precisa ser simples e prazeroso. A refeição é para ser um momento vivido consigo ou com pessoas que desejamos bem. O alimento que você coloca no seu prato deve satisfazer as necessidades básicas do seu corpo tanto quanto seus desejos pessoais. Mastigar não pode ser reduzido apenas a triturar alimentos, já que também é o momento em que sentimos o sabor do que colocamos no prato e no nosso corpo.

Carboidratos, proteínas e gorduras são elementos que estão nas contas que um nutricionista deve fazer. Criar um cardápio que leve em consideração o que o seu corpo precisa, o que você deseja para si e o que é saudável é nosso papel. Mas também é nossa função lembrar que o ato de comer vai além de servir — mastigar — digerir. É um ato social que envolve emoções como desejos, lembranças e convivência.
Imagem: Reprodução lnternet

É claro que toda que pessoa precisa ter um pouco de conhecimento para fazer boas escolhas mas tão ruim quanto comer mal é reduzir a refeição a punhado de contas nutricionais. Nós merecemos e precisamos de mais, seja quando cozinhamos o alimento ou o compramos pronto.

Essa é a crença que me orienta no cotidiano e que tento passar adiante. O equilíbrio nas refeições também se estende à forma como nos relacionamos com a comida. Precisa ser natural, simples e prazeroso como tudo na vida.

Jefferson Santos, nutricionista esportivo e clínico. É adepto de refeições simples, saborosas e completas.