BCAA

Ultimamente observamos o crescente uso de suplementos e outras substâncias com finalidade de rendimento (ergogênese) em academias e outros centros de esportes. A sociedade brasileira de medicina do esporte (SBME) publicou em 2003 uma diretriz e depois a atualizou em 2009 cujo dados revelam que uma alimentação adequada prescrita por um nutricionista ou outro profissional gabaritado são capazes de suprir as necessidades diárias até mesmo de atletas de elite.

O que é suplemento? suplementos alimentares são preparações destinadas a complementar a dieta e fornecer nutrientes, como vitaminas, minerais, fibras, ácidos graxos ou aminoácidos, que podem estar faltando ou não podem ser consumidos em quantidade suficiente na dieta de uma pessoa. Podem ser utilizados pala atletas, praticantes de atividades físicas ou até mesmo pessoas com patologias específicas, por exemplo, câncer ou em idosos.

Entraremos em uma jornada esclarecendo o universo dos suplementos alimentares, como usar, quando usar e quem deve utilizar.

BCAA

Os aminoácidos de cadeia ramificada, conhecidos como BCAA (de branched chain amino acids) compreendem três aminoácidos essenciais: São Eles: Leucina, Isoleucina, Valina são parte dos 9 aminoácidos essenciais para os seres humanos, ou seja não são produzidos de forma endógena, por conseguinte têm que ser consumidos na dieta. Cerca de 35% dos músculos estriados são constituídos por esses 3 aminoácidos encontrados em fontes protéicas de origem animal.

Esses aminoácidos atuam como importante fonte energética para o músculo esquelético, durante períodos de estresse metabólico.

Possíveis efeitos da suplementação com BCAA

1) Ação anabólica e anticatabólica: leucina, podem apresentar efeitos anabólicos no metabolismo de proteínas, aumentando significativamente a taxa de síntese e diminuindo a taxa de degradação de proteína na musculatura em repouso, após o exercício. Os BCAA apresentam efeitos anabólicos no músculo humano durante a fase de recuperação, após exercícios de resistência, porém durante os exercícios, os respectivos efeitos não são claros, necessitando maiores estudos

2) Serve de substrato para a gliconeogênese: fornecimento de glicose durante o treino

3) Envolvimento na resposta imunológica exercícios de resistência, há uma diminuição dos níveis plasmáticos de glutamina, cuja função principal é servir de fonte de energia para importantes células do sistema imunológico. Já que os BCAA servem de substrato para a síntese de glutamina, sua administração após o exercício aumentaria as concentrações da mesma, diminuindo assim a incidência de infecções nos atletas (Zamberlan, 2001; Alves 2005);

4) Economia nos estoques de glicogênio muscular

5) Retardo da fadiga central em exercícios prolongados: acredita-se que a suplementação de BCAA poderia reduzir a formação da serotonina, retardando assim a fadiga e conseqüentemente, melhorando o desempenho esportivo

Durante a atividade física, a suplementação de BCAAs pode resultar no aumento na produção de testosterona, aumento da síntese protéica muscular, diminuição do catabolismo protéico durante e após o exercício, melhora da perfomance física e mental de atletas, entre outros. Entretanto, doses acima de 20g/kg/dia de BCAA podem provocar problemas gastrintestinais, como diarréia e comprometer a absorção de outros aminoácidos.

Apresentação: na forma de cápsulas, pó, tabletes e na forma líquida.

Ariela Issa

Like what you read? Give Nutri Gourmet a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.