Orgânicos e Agrotóxicos

Um recente levantamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) através do programa PARA (Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos) constatou que alguns alimentos presentes diariamente na mesa dos brasileiros estão com suas quantidades de agrotóxicos acima do permitido ou até contaminados com agrotóxicos de uso ilegal.

O que significa que nossos produtos possuem uma quantidade grande de toxinas que nem sempre são eliminadas pelos procedimentos de lavagem dos alimentos em água corrente e a retirada de cascas e folhas externas dos mesmos. Pois uma parte desses agrotóxicos aplicados nos alimentos agrícolas e no solo tem a capacidade de penetrar no interior de folhas e polpas.

A exposição de um indivíduo a essas substâncias ao longo dos anos tem efeitos nocivos para saúde, podendo ocasionar diversas doenças, como câncer, reações alérgicas, dores de cabeças, alterações hormonais, entre outros sintomas.

Dentre os alimentos mapeados estão: arroz, feijão, morango, pimentão, tomate. Uma alternativa para continuar consumindo esses itens que fazem parte de uma dieta saudável é procurar adquirir na forma orgânica.

Segundo o site do Ministério da Agricultura, para ser considerado orgânico o alimento deve: “ser cultivado em um ambiente que considere sustentabilidade social, ambiental e econômica e valorize a cultura das comunidades rurais A agricultura orgânica não utiliza agrotóxicos, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos em qualquer fase da produção.”

Para ter certeza de que o consumidor está adquirindo um produto genuinamente orgânico ele deve procurar pelo selo de certificação. Garantia da qualidade e seguimento das normas vigentes. No site do Ministério da Agricultura é possível encontrar uma lista dos produtores com certificação emtodo o país.

Like what you read? Give Nutri Gourmet a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.