O Poder do Inusitado | Porque Caótico Seria Conhecer o Futuro

por Mariany Rocha

Neste sábado continuamos a estudar o que a nossa fé tem a dizer sobre o nosso futuro, e como devemos nos “comportar” no presente por causa disso! Confere aí o resumão que a Tchu fez e não deixa essa pala ir pro esquecimento! Viva sem saber, sabendo :)

“Quando os dias forem bons, aproveite-os bem; mas, quando forem ruins, considere: Deus fez tanto um quanto o outro, para evitar que o homem descubra qualquer coisa sobre o seu futuro.” Eclesiastes 7:14

Deus jamais teve o objetivo de nos mostrar o enredo da nossa vida. Por mais que a vida seja feita de altos e baixos, tudo o que acontece com a gente tem uma razão. É para que o homem nada saiba o que vem depois dele.

A verdade é que a vida seria muito estranha se tivéssemos garantia sobre todas as coisas. O que a gente precisa entender é que a vida é um contato sobre o inusitado.

É normal querermos respostas. Ninguém vai ser tão honesto de disser: eu não me preocupo com meu futuro. Tem muita coisa a respeito da vida que a tenta saber, e isso nos desespera. É uma crise normal, mas não somos esquisitos em nos preocupar com o futuro.

Quão trágico seria o meu projeto de vida se eu soubesse o meu futuro?

O inusitado é um presente de Deus que a gente tem que começar a viver. Deus não tem interesse em que você se desespere a respeito do seu futuro.

O que perderíamos se conhecesse o futuro?

1. Potencial de sonhar. O coração do homem está desenhado para fazer planos. Mas a resposta certa vem do Senhor. Eu posso sonhar, eu posso idealizar. Mas o poder de ser surpreendido é lindo. Deus tem os melhores sonhos e planos para a gente.

2. Qualidade relacional. Eu não estaria onde estou se não fosse pelas bênçãos, orações, intercessão mas também pelas traições, mentiras e falsidades das pessoas. Relações não são premeditadas. Tecidas, arquitetadas, construídas juntas. Pode ter certeza que tudo o que acontece, mesmo quando as coisas andam mal… Deus está ali te protegendo e cuidando de você. Como eu evito os problemas? Você não evita. Você se fortalece e continua junto.

3. Sensibilidade emocional. Emocionante é você não saber. Se eu soubesse o enredo da minha vida, eu perderia contato com a minha raiva, pois estaria tudo planejado. A vida seria uma monotonia. Seria trágico! Seria caótico! A sua humanidade estaria comprometida, mas não só ela, mas o aspecto da divindade em você estaria comprometido.

4. Necessidade de crer, ter fé. Por que eu faço planos? Por que eu tenho fé se que algo bom vai acontecer? Pra quê vou orar para que algo aconteça se eu já sei o final?

5. Senso de eternidade. Nossa pergunta sobre futuro diz a respeito sobre o destino das coisas, sobre o destino da vida. Onde estou indo, onde estou chegando? Quem anda com Jesus tem a mente em outro destino. Por mais que a nossa cabeça esteja focada em ter sempre um final feliz nas nossas histórias, a gente precisa entender que quem anda com Jesus acredita que não há final. Você é um ser eterno, que não acaba. Você não foi criado para acabar. O que acaba é esse corpo que você vê. Não há final!

Não tem como você matar um cristão, tem como você antecipar a eternidade dele.

Lembre-se: o inusitado é muito mais bonito!

Não se preocupe, errar faz parte do processo. O que acontece é que conforme você anda com Jesus, você erra menos.

E aí, como a gente faz? Se cuida para você produzir mais agora. Não deixa de viver o hoje para projetar a vida daqui há anos. Não esquece que Deus esta lá — no futuro. Ele é atemporal! Não deixe de cumprir na Terra o que Deus deixou para você cumprir.

A gente precisa do hoje. Do aqui. Do agora!

Quão legal foi relembrarmos essa música juntos?!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated O2’s story.