Diz-me, amor

Sentiste-a reluzir
No meu íntimo ventre
Quando tua carne
Dominava-me?
Era minh’alma
Onde tu tocaste
Ao meter violento
Dissoluto e febril.
Diz-me, amor,
A singular sensação
De beijar com teu falo
Plenitúrgido
O imo do meu espírito.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.