eu escrevo livros em minha mente

todos os dias. todas as horas. simplesmente não consigo parar de falar comigo mesmo. chega a ser insuportável. dá vontade de ‘me’ matar só para ficar um pouco em paz. e as histórias são as mais diversas. as mais diversas sobre as mesmas coisas. minha incapacidade de saber de tudo. minha vontade de fazer o que não sei. o que estão pensando sobre isso. o que estão pensando sobre sei lá. sometimes i write in english. i think in english too. i don’t know why this happens. mas acontece.

ufa

bem como neste texto, em minha mente também faço blocos infindáveis de palavras. parágrafos maiores que páginas. e isto me deixa ainda mais maluco. quero tentar, mesmo que em vão, voltar a usar este espaço para desalojar pensamentos. esvaziar quase literalmente minha cabeça. eu escrevo livros em minha mente. todos os dias. a história pode ser da distância que se dá de minha morada até o trabalho e como isso não é qualidade de vida. e como também é importante ter esse contato com o povo. com o ser humano. que só o transporte público pode proporcionar.

estou tentando fazer parágrafos de cinco linhas, para não ficar difícil de ler. se é que alguém vai ler.

não há agora, neste momento, alguma história que desejo contar. talvez algum sonho que tive. um sonho em que alguém faz tudo o que eu queria fazer. e recebe de volta o que eu queria receber. mas não faz como eu faria. porque eu faria porque é o que quero fazer, e não porque é o que tem pro dia, como esse alguém o faz sempre. mas ele recebe como se fosse um alguém diferente. recebe de volta algo que não lhe é merecido. e eu sei que é assim, por que eu vi. eu sei que foi assim, porque apesar de sonho, eu vi. e essa é talvez uma história que começou pelo fim, mas

quebra este texto, por favor. obrigado.

mas não deixa de ser uma história. ninguém saberá como eu me sairia no lugar de alguém, se o recebido seria diferente ou não. esta história nunca irá acontecer. e isto faz parte do sonho também. mas

mas

mas o quê?

nada mais. eu escrevo livros em minha mente. todos os dias. os que eu lembrar, ou valerem realmente a pena, vou transpor para essa caixa digital.

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Relacionado


Originally published at mundobede.wordpress.com on May 26, 2014.

Like what you read? Give obede a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.