FátimaBonnerGate: precisamos repensar nossos memes
Gustavo Ricci
273

Faz bastante sentido. Mas acho que vale também uma análise do TEMA do FATO DE ORIGEM. Explico. O FatimaBonnerGate nada mais é que uma notícia de uma separação de um casal famoso. A novidade estava na forma como foi feita e o texto da Fátima pode ser considerado o conteúdo de Expansão:

“Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que [insira aqui sua piada]”

Teoricamente, é um NOVO meme. Apesar da ação (usar o texto/imagem do fato/teoria) ser exatamente o conceito do MEME.

O que quero dizer, há uma NOVIDADE aí, mas com certeza, pelo TEOR da história, ele se encaixa na caixinha dos MEMES sobre relacionamento amoroso, sofrência, pegação, flerte, etc., talvez por isso os memes FÁCEIS surgiram com tanta rapidez.

É uma correlação quase imparável e automática. Principalmente se considerarmos que a piada precisa ser o mais rápido possível, já que o número de CRIADORES aumentou de forma considerável, e todos querem seus 5k de favs hoje em dia.

Trocando em miúdos, há solução, mas teremos que ser mais analíticos na concepção do meme. Faz sentido?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.