ser eleita por mais de 54 milhões de pessoas.
O ‘brasileiro idiota’ ainda não percebeu que não foi contra a corrupção
Democratize
1359

Há dúvidas tanto sobre questões de contas de campanha, irregularidades inúmeras relacionadas a financiamentos e o próprio fato de suspeita de fraude eleitoral. O fato da “grande mídia” evitar tocar nesse assunto com a frequência que deveria não significa que ele deva ser ignorado.

A “eleição” de Dilma para o segundo mandato não deve ser dada como tão certa, sob pena de se incorrer em uma leviandade.

Like what you read? Give Odemilson Louzada Junior a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.