A navalha de Occam

A navalha de Occam é um princípio filosófico muito simples:

Entre hipóteses concorrentes, a que requer a menor quantidade de suposições é a que deve ser selecionada.

A questão aqui é a seguinte: se você entra na cozinha da sua casa e vê um pacote de biscoito dentro do armário, qual dessas hipóteses você escolhe pra justificar a presença dele ali:

  1. uma quantidade gigantesca de átomos se transportou através do espaço-tempo colidindo de formas precisas e se atraindo do jeito correto pra materializar aquele pacote de biscoito dentro do armário;
  2. alguém colocou o biscoito ali.

Baseado nessa mesma heurística, eu convido você a refletir da mesma forma para as alternativas a seguir:

  1. 367 deputados, 59 senadores, os 11 ministros do STF (indicados inclusive pela própria presidente e pelo antecessor dela, o presidente Lula), o Ministério Público, o Tribunal de Contas da União, a Polícia Federal, todos os veículos de mídia, e é claro, o juiz Sérgio Moro, são todos parte de uma escória vendida, que conspiraram contra a presidente Dilma pra aplicar o mais intrincado e elaborado golpe de estado da história desse planeta;
  2. a presidente Dilma de fato cometeu um crime.

Pois é.