Roteiro de 3 dias em Florianópolis e dicas imperdíveis (uma delas é viajar com milhas)

Conhecida por muitos como Ilha da Magia, não é à toa que Florianópolis recebe esse apelido. Repleta de belezas naturais e patrimônio histórico preservado, com praias paradisíacas, lagoas, dunas, cachoeiras e variadas trilhas, encanta turistas de todas as partes do mundo. Para aqueles que curtem badalação, a capital catarinense também conta com festas animadas para todos os gostos, principalmente no verão.

Desde 2000, a população da cidade aumentou 35%, assim como o volume de carros. Em compensação, passou a contar com uma variedade gastronômica que agrada muitos paladares, inclusive do público vegetariano.

É uma cidade onde os moradores valorizam a sua qualidade de vida, boa alimentaçãoe a prática de esportes, e muitas pessoas se mudam para Florianópolis em busca disso. De acordo com o jornal The Sun, segundo maior em circulação do Reino Unido, Florianópolis seria a cidade com as pessoas mais bonitas do mundo. Vale conferir!

São muitas as opções de praias e lugares para visitar na Ilha da Magia e seriam necessários vários dias para conhecer tudo. Entretanto, separamos aqui um roteiro de 3 dias em Florianópolis com algumas das principais atrações da cidade, para você conhecer e ficar com gostinho de “quero mais”.

Confira também o nosso post de como viajar na crise para Florianópolis usando milhas.

Separamos também algumas dicas imperdíveis para você aproveitar melhor a sua viagem a Florianópolis. Uma delas é utilizar suas milhas para comprar passagens ou pagar parte da hospedagem. Leia o post até o final e aproveite.

Roteiro de 4 dias em Florianópolis

Para que você consiga aproveitar seus 3 dias em Florianópolis e conheça o maior número de lugares, sem deixar de aproveitá-los, separamos o roteiro em partes. Apesar de ser uma ilha, Florianópolis é extensa, então a dica é alugar um carro e dedicar cada dia para um sentido da ilha: Norte, Leste e Sul.

1º Dia: Litoral Norte

As do litoral norte de Florianópolis são conhecidas por terem águas mais aquecidas (o que muitas pessoas apreciam na hora de tomar banho de mar). Que tal, então, aproveitar o primeiro dia para tomar aquele banho de mar e limpar as energias? Se quiser aproveitar todas as praias abaixo, saia cedo e não se prolongue muito em cada uma. Caso não queira ficar mais tempo, escolha duas ou três para curtir.

1) Praia Brava

A praia Brava atrai surfistas pelas fortes ondas e é bem movimentada, principalmente no verão, graças à extensa faixa de areia fina e clara. Pouco antes de chegar até ela, tem um mirante com uma bela vista, onde também é possível voar de parapente (aproximadamente R$ 200,00). Vale conferir.

2) Ponta das Canas

Bastante procurada pelos argentinos que estão na Ilha da Magia e adeptos dos esportes náuticos, a praia de Ponta das Canas tem águas calmas e mornas, além de uma vista muito bonita. Os restaurantes locais são abastecidos por frutos do mar fresquinhos, abastecidos pela colônia de pescadores da região.

3) Praia de Canasvieiras

Canasvieiras reúne a beleza natural de suas praias, com águas calmas e mornas, com infraestrutura completa, que traz várias opções de restaurantes e lojinhas de artesanato. Por isso, atrai muitas famílias e, acredite, muitos argentinos. É possível que você escute mais espanhol nas ruas do que português, se for no verão. É um ótimo lugar para fazer uma pausa e almoçar, caso não tenha feito isso na praia anterior.

4) Jurerê Internacional

Praia boa para banho, com mar calmo de águas verdes e mornas, Jurerê Internacional também é point dos endinheirados. Essa praia é conhecida pelas famosas casas de show e baladas, como P12, Pacha, Posh, Donna e Milk. Durante o dia, esses locais funcionam para quem deseja se jogar em suas espreguiçadeiras e sofás. À noite, as pistas de dança são embaladas, geralmente, pelo som de música eletrônica.

5) Praia da Daniela

Ótima para quem está com crianças, a praia da Daniela é praticamente uma piscina natural. Águas calmas e mornas convidam os visitantes ao banho. Entretanto, fica o alerta: nessa praia não há barracas nem estrutura de cidade, então leve algo para comer ou já vá alimentado.

6) Pôr-do-sol em Santo Antônio de Lisboa

Urbanizada, a praia não é própria para banho. Entretanto, Santo Antônio de Lisboa tem excelentes restaurantes que servem frutos do mar fresquinhos, trazidos pelos pescadores da vila, e um pôr-do-sol lindo de se ver. A arquitetura açoriana e as lojas de artesanato típico em renda completam o passeio.

1- Praia Ponta das Canas
2- Barco Pirata em Canasvieiras
3- Jurerê Internacional
4- Pôr-do-sol em Santo Antônio de Lisboa (foto: Heverson Santos)

2º Dia: Litoral Leste

Para o segundo dia da sua viagem, sugerimos que conheça o litoral leste, queridinho de muitos turistas no verão. Antes ou após visitar as praias, sugerimos que faça uma pausa na Lagoa da Conceição. Durante o dia, é comum encontrar praticantes de wind ekitesurf, vela, caiaque e stand-up paddle nas águas da lagoa. À noite, é um dos points de Florianópolis. Além disso, a Lagoa da Conceição tem excelentes opções derestaurantes, food-trucks, cafeterias, bares e casas noturnas. E o Morro da Lagoa tem um mirante com vista maravilhosa. Vale a pena conferir!

1) Praia da Joaquina

Cenário de campeonatos nacionais e internacionais de surf, a praia da Joaquinaencanta os visitantes pela sua bela vista e faixa de areia fina e branquinha. Sua infraestrutura inclui alguns restaurantes e chuveiros, mas sem muita variedade. Perto da praia você encontra dunas, onde muitas pessoas gostam de praticar sandboard — surf nas dunas em pranchas de madeira. Vale conferir.

2) Praia Mole

Badalada no verão, a praia Mole tem areia branca e fofa e é considerada por muitos como uma das praias mais bonitas de Florianópolis. É praia de tombo (a profundidade aumenta abruptamente) e mar bravo, por isso, não é muito indicada para crianças. Atrai muitos surfistas. A infraestrutura é formada por alguns poucos bares à beira-mar, onde acontece o burburinho. O canto esquerdo é point da turma GLBT na alta temporada.

3) Praia da Galheta

Você já foi a uma praia de nudismo? Está aqui uma oportunidade. Com acesso através de uma trilha, a partir da praia Mole, a Praia da Galheta é ainda mais bonita, e livre para quem quiser ficar como veio ao mundo. Mas os tímidos não precisam se preocupar: não é obrigatório tirar a roupa. Praia de tombo, com mar agitado, é ótima para a prática do surfe. Vale conferir.

1- Praia da Joaquina
2- Praia da Galheta
3- Praia Mole

3º Dia: Ilha do Campeche, Praia da Armação e Praia do Matadeiro

A Ilha do Campeche é simplesmente um dos mais lindos de Florianópolis e vale passar o dia inteiro. Única ilha do país tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional, tem areia fina e branquinha, águas cristalinas e vistas paradisíacas. O mar é gelado, mas se for verão, vale tomar banho.

A melhor forma de chegar à ilha é através dos barcos de pescadores que saem dapraia de Armação, no Litoral Sul de Florianópolis. No verão, o transporte fica em torno de R$ 80 por pessoa e leva de 20 a 30 minutos para chegar na ilha. O ideal é levar algum lanche e bebidas, pois só existe um restaurante no local. Tome cuidado com osquatis: apesar de lindos e dóceis, eles costumam furtar comidas e coisas nas bolsas. Os barcos saem de hora em hora e o último volta às 17 horas, geralmente.

Quando voltar à praia da Armação, aproveite para conhecer a praia do Matadeiro, do lado. É bem bonita.

Para jantar, uma boa opção é ir para a Lagoa da Conceição, que já mencionamos antes.

1- Ilha do Campeche (foto: Patrícia Souto)
2- Praia do Matadeiro

Dicas imperdíveis para sua viagem a Florianópolis (uma delas é viajar com milhas)

1) Quando ir

O verão é a melhor época para aproveitar as trações da Ilha da Magia e é quando tudo acontece, mas o trânsito fica bem conturbado. Uma dica: se for para Florianópolis nas férias de verão, procure chegar à praia antes das 9h e sair por volta das 14h ou após as 20h. Em novembro e entre março e abril, o tempo é firme e não há movimento intenso, então é uma boa alternativa para fugir do agito. No inverno, as águas são geladas e acontece a pesca da tainha. Já em outubro, acontece a Festa Nacional da Ostra e da Cultura Açoriana, para quem for apreciador.

2) Compare passagens aéreas em milhas e em dinheiro

Baixe o aplicativo Oktoplus e compare passagens aéreas em milhas e em dinheiro nas principais companhias, para avaliar a opção mais vantajosa. Além do buscador de passagens, esse aplicativo gratuito permite que você gerencie todos os seus programas de fidelidade de um só lugar, avisa sobre promoções de bônus e alerta sobre pontos a expirar.

3) Use protetor solar

Se for para Florianópolis no verão ou nos meses de novembro, março ou abril, não esqueça de passar protetor solar. Mesmo se estiver nublado, o sol é forte e queima bastante.

4) Trilhas

Caso vá ficar mais tempo e queira fazer uma trilha em Florianópolis, conseguirá chegar a belíssimas praias e paisagens. Pesquise sobre as trilhas da Lagoinha do Leste, deNaufragados, da Barra da Lagoa, do Gravatá e da Costa do Santinho. Não irá se arrepender. E, claro, se for fazer uma trilha, vá de tênis ou com um calçado confortável e leve água.

5) Vida Noturna

Florianópolis tem uma boa variedade de opções para quem quiser sair à noite, desde bares, até casas noturnas.

Quem quiser ouvir música eletrônica e tiver dinheiro para gastar, pode aproveitar as casas noturnas do Jurerê Internacional, como P12, Pacha, Posh, Cafe de la Musique, Donna, Terraza e Milk.

Já na Lagoa da Conceição, o público é mais descolado e tem opções para quem gosta de MPB, Samba, Reggae e Música Latina (como a Casa de Noca), Rock (como o John Bull) e Música Eletrônica. Ainda há a opção de ir ao pub no centrinho da Lagoa da Conceição, o Black Swan, com ambiente agradável e música ao vivo.

Há ainda bares e baladas no centro de Florianópolis, como a 1007, a Jivago e a Blues Velvet Bar, aonde vai um público mais alternativo, além de outras opções.

6) Economize viajando com milhas

Planeje sua viagem e economize viajando com milhas. Você pode utilizar suas milhas de programas de fidelidade para comprar sua passagem aérea ou pagar parte dahospedagem em hotéis.

Leia a matéria no blog Oktoplus.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.