Sou o que sou, não o que tenho

Por Raphael Flores

Utopia? Não, acho que não. Viver com propósito.

Pare um pouco e ao invés de apenas pensar, reflita. Assim como o sentido da visão, que muitos utilizam sem se dar de conta de que estão apenas olhando e não enxergando, o pensamento também é utilizado por muitos de maneira parcial. As pessoas estão pensando muito e refletindo pouco.

Uma das várias coisa que me propus a fazer em 2016 foi ler mais. Selecionei livros dos gêneros que eu gosto e comecei. Um dos inúmeros benefícios da leitura é que ele lhe dá a possibilidade de conhecer pontos de vista e opiniões diferentes das que você está acostumado a receber das pessoas do seu convívio. Em umas dessas leituras me deparei com uma frase em que o autor refletia sobre um assunto que tem me assolado a um certo tempo, todas as opiniões que escutei sobre este assunto baseiam-se em inputs parecidos com os meus então pouco me ajudavam. A frase era a seguinte:

Não sou o que sou, sou o que tenho. Por isso, preciso ter para ser.

Lógico, se você apenas ler e pensar sobre esta frase ela vai ter um impacto minimo em você, mas, se você refletir sobre ela talvez chegue a mesma conclusão que eu. Não minta para mim nem para si mesmo, você em algum momento (talvez em todos) leva aquele lema lá em cima ao pé da letra né? Eu confesso, várias vezes e várias vezes me deixei levar pelas aparências e acreditava fielmente que precisava de um baita cargo para ser alguém na vida, precisava de um belo carro para ser bem sucedido, uma casa power para todos saberem que minha conta bancaria esta folgada.

Para quê? Qual a necessidade disso? As pessoas precisam realmente saber que você está bem? É serio isso? Tanto empenho, tantos anos desperdiçados com um emprego que você não gosta sem proposito algum, tantas horas extras para quê? Para nada meu amigo!

É preciso entender de uma vez por todas que as coisas em nossas vidas precisam sempre ter um propósito, um sentido e este não pode nunca culminar em um bem material que nos sirva apenas ostentar. Não, eu não estou dizendo para você virar um eremita e doar todos os seus bens, não é isso, estou dizendo que você deve sim, usufruir de todos os benefícios que a tecnologia nos traz hoje. Tenha um ar condicionado sim, tenha um bom carro para não te incomodar, mas sempre reflita sobre as suas escolhas, elas possuem algum proposito? Não é somente material? Se as respostas a estas perguntas forem sim e não respectivamente, parabéns você está no caminho certo para descobrir que você é o que é e não o que tem.

Like what you read? Give Think a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.