Eu não desisti.

Eu podia, mas não o fiz.

Ontem eu não queria ir à aula, não tinha lido os textos que deveria ter lido. Meu ego gritava ao meu ouvido que, se eu fosse, eu ia passar vergonha, ia ter que abrir mão do orgulho e pedir pra entrar num grupo e ser “carregada”.

Era a última aula da bendita disciplina e, se eu faltasse, seria reprovada. Mas eu queria ir pra casa, queria ler, ver série, dormir, qualquer coisa, menos ir à aula sem ter lido os fucking textos.

Quantas vezes já carreguei pessoas em trabalhos? Algumas boas vezes, qual seria o problema de só dessa vez ser carregada? Não queria admitir o erro, não queria me mostrar fraca diante das pessoas do grupo (que eu mal conhecia) e do professor, não queria ferir meu orgulho, estourar o ego inflado, tirar a máscara de boa aluna e me mostrar como sou.

Mas eu fui.


Entrei num grupo qualquer, tentei me encaixar, ser útil, entender o assunto sobre o qual trataríamos. Apresentamos, participei da apresentação e discussão do tema. Deu bom.

O professor gostou.

Eu fui aprovada na disciplina.

Eu aprendi que tenho que dar mais a cara a tapa, mesmo que nem sempre dê certo.