Fábio e suas Meninas-Mulheres

Pai Sem Padecer no Paraíso, por Débora Almeida

Retomamos nossas entrevistas com os pais, querendo sempre ouvir o outro lado da moeda sobre gravidez, nascimento, filhos e vida há 2–3–4–5!!!!

Costumam dizer que “ser pai é padecer no paraíso”, mas estamos procurando pais que conseguiram provar o contrário, e aproveitar com tudo essa vida maluca com filhos!

Olha que honra ter esse pai por aqui. Ele é pai de 3, M E N I N A S!!!! Trabalha com Comunicação e Marketing na Hortifruti, mora aqui nas redondezas da Vila, e, se você perguntar sua profissão, ele não hesita em dizer: Feirante!

Apaixonado por comida, e por sentar a mesa com a família veja como Fábio se fez pai, sem padecer no paraíso.

De primeira, Fábio recebeu a notícia que teria gêmeas! Qualquer pai já fica maluco com a possibilidade de 1, imagina 2 de vez, meninas.

Ele foi corajoso o suficiente para não assistir o parto, ele mesmo afirma que desmaiaria. Nem todo pai tem essa consciência, o que acaba dando mais trabalho para os enfermeiros e equipe médica né?!

O pai que desde de os 12 anos coleciona selos, e se imaginava avô, diz não ter medo do crescimento das filhas. E o segredo para isso é curtir cada fase com expectativa e estar confiante (por dentro e por fora) de que tudo terminará bem. Para ele, o maior desafio nessa jornada de crescimento das meninas é conseguir habilidade para comunicar de forma criativa e eficiente os valores que ele, e sua esposa Lu têm.

Depois do nascimento, Fábio confessa que teve que rearrumar algumas tarefas novas, muitas, para que o relacionamento com sua esposa continuasse forte e eles pudessem conduzir a criação das meninas fortes. “O relacionamento não mudou na essência”, afirmou.

Ele fica impressionado e exalta como Lu, tem disciplina e método sem se tornar chata. E dom natural de ensinar os valores e coisas do cotidiano com muita eficiência.

“Pai é ser o para raio que conduz as bênção de Deus aos filhos”

Para os pais de primeira viagem Fábio dá a dica: “Dedicar MUITO tempo à esposa e ao bebê. Se para o homem é um susto, para a mulher é uma revolução. Ela precisa de MUITA ajuda e compreensão.”

Para suas filhas ele deixa a seguinte mensagem e encorajamento: “Espero viver o propósito de Deus sobre minha vida cumprindo os princípios da paternidade. Quero que minhas filhas sejam MUITO melhores que eu e que a flecha lançada seja impulsionada pelo amor de Deus.”

Obrigada Fábio Hertel pelo seu tempo e por compartilhar seu paraíso particular com a gente ☺

Show your support

Clapping shows how much you appreciated O Mundo Petit’s story.