Sinto Saudades

Dias atrás estava em um parque, andando sozinho, cantando no escuro, as pessoas me olhando como se eu fosse um louco da rua. De repente me surgiu um poema sobre vinho e nós bagunçando e vadiando por ai. Sobre como tudo deveria ser. Percebi que sinto sua falta e que não quero mais dormir sozinho, que quero mesmo é te mandar mensagens sacanas no meio da tarde e ter você como estrela dos meus sonhos. Te ver sorrir, de calcinha, encostada na porta enquanto cozinho algo rápido para matar sua fome. A verdade é que você tem destruído minha mente, tomado meu tempo com pensamentos variados sobre um futuro improvável. E agora ando mentindo para mim, dizendo não para cada mensagem que te escrevo e não envio. Caramba, como sinto faltas dos teus beijos que nunca ganhei.