Botafogo goleia Guará, segura-se em 2º e confirma recuperação na Série-C

Bastante criticado, Isac abriu o caminho da vitória (Rogério Moroti/Agência Botafogo)

Na manhã nublada e levemente chuvosa deste domingo (21), para cerca de mil botafoguenses no estádio Frederico Dalmaso, em Sertãozinho, o Botafogo goleou o Guaratinguetá, por 4–0, assegurando a 2ª posição do Grupo B por mais uma rodada e distanciando 6 pontos do 5º colocado Ypiranga-RS, o primeiro time fora da zona de classificação (Ypiranga-RS e Tombense-MG enfrentam-se ainda hoje; ambos possuem 20 pontos).

Com a vitória sobre o Guará, o Tricolor soma 11 pontos (3v, 2e) dos 15 disputados nos 5 jogos do returno, ou 73,3% de aproveitamento, rendimento semelhante ao sprint das primeiras 5 rodadas da Série-C, quando a equipe conseguiu 12 dos 15 pontos possíveis (4v, 1d — 80%). Outro ponto positivo é a recuperação do ataque botafoguense, o qual estava enfrentando dificuldades.

Vindo da Ferroviária, o recém-chegado atacante Tiago Marques fez 2 gols em 2 partidas realizadas. Contra o time do Vale do Ribeira, Isac fez dois, incluindo um de calcanhar, desencantando finalmente. Além deles, Serginho voltou a marcar. O jogador não balançava as redes desde o penúltimo embate botafoguense no Paulistão, quando o atacante fez o único gol do clássico Bota-Ferro.

O Pantera volta a campo no próximo domingo (28), às 19h00, para enfrentar o Juventude-RS fora de casa, no estádio Alfredo Jaconi.

O JOGO

Diferentemente do que foi a goleada por 6 a 2 contra o mesmo Guaratinguetá no 1º turno, o Pantera conseguiu o placar elástico jogando de forma aguda e organizada sem passar sustos. Nos dois tempos, a equipe de Márcio Fernandes monopolizou a posse de bola, enquanto o Guará, fraco do ponto de vista técnico, tático e até físico, esteve acuado.

Na primeira metade da etapa inicial, o gol custou a sair, provavelmente, por excesso de ansiedade. Aos 28 minutos, Serginho deu drible de corpo no seu marcador, avançou pelo lado direito e cruzou, Tiago Marques ajeitou e Isac concluiu forte ao fundo do gol. Antes do fim do 1º tempo, aos 37 minutos, Isac quase fez mais um acertando a trave e, nos acréscimos, Serginho teve gol anulado por impedimento duvidoso.

No começo do 2º tempo, o Pantera manteve o ritmo forte e logo ampliou o marcador. Aos 9 minutos, Daniel Borges cruzou da direita, Tiago Marques antecipou a defesa e fez de cabeça. Aos 11, Tiago Marques serviu de ‘garçom’ a Isac, cruzou rasteiro e o atacante concluiu de calcanhar para o fundo das redes.

O jogo estava resolvido com ainda meia hora por jogar. O Botafogo continuou sem ser incomodado na defesa. Já no ataque, as finalizações e oportunidades prosseguiram e mais um gol saiu. Aos 32 minutos, Serginho recebeu entre os zagueiros na entrada da área e chutou no cantinho.

Rogério Moroti/Agência Botafogo

FICHA TÉCNICA — GUARATINGUETÁ 0 X 4 BOTAFOGO

Público: 972 (pagantes) — Renda: R$ 15.510

Cartões Amarelos: Adriano, Kauê Martins e Guilherme (Guaratinguetá); Tiago Marques e Carlos André (Botafogo).

Gol: Isac aos 33’/1T e 11’/2T, Tiago Marques aos 9’/2T e Serginho aos 33’/2T (Botafogo).

Guaratinguetá — Flaysmar; Leonardo, Gustavo (Lucas), Adriano, Guilherme e Elivelton; Kauê Martins (Luiz Filipe), Vinícius e Marcos, Luca (Romário) e Anderson. Técnico: João Telê.

Botafogo: Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Matheus Mancini e Diego Pituca; Mirita (Sousa) Francesco, Zotti (Carlos André) e Serginho; Isac (Leleco) e Tiago Marques. Técnico: Márcio Fernandes.