DE OLHO NA PONTA! Botafogo encara o Juventude para manter sequência positiva

Neste domingo, às 11h00, o Botafogo enfrenta o Juventude-RS, no estádio Santa Cruz, podendo assumir a liderança não só do Grupo B, como também geral do Campeonato Brasileiro da Série-C. À frente do Tricolor por 1 ponto está apenas o Guarani, que joga fora de casa, às 20h00, na segunda-feira (27), contra a Portuguesa. Uma vitória botafoguense põe pressão sobre o Bugre.

Confira a entrevista coletiva pré- jogo do treinador Márcio Fernandes:

Embalado por três vitórias consecutivas, a equipe do técnico Márcio Fernandes quer manter o 100% de aproveitamento em casa. Para isso, o time precisará conservar o bom rendimento em finalizações visto nos dois últimos embates (no total foram 11 gols marcados; aproximadamente, 1 gol a cada 3 chutes frente à Lusa e 1 gol a cada 2 chutes frente ao Guará). Vale lembrar: o centroavante Alemão, um dos artilheiros da Série-C com 5 gols marcados, tem propostas do futebol exterior e pode estar de saída do Botafogo. Terá foco suficiente no jogo de domingo? Veremos.

Mas ‘acertar o pé’ não é o único requisito necessário ao Pantera se quiser ampliar sua sequência positiva de vitórias. A começar pelo clube do outro lado, o tradicional Juventude-RS que manteve parte do elenco vice-campeão gaúcho deste ano. Mesmo em fase ruim na Série-C, na 8ª colocação com 4 pontos ganhos, sendo 1 vitória, 1 empate e 3 derrotas (nos últimos 3 jogos), o Juve tem feito duelos marcados pelo equilíbrio e decididos em detalhes (saldo de gols +1, 8 gols marcados e 7 levados), o que mantém a confiança.

“ Não há como negar que estamos passando por um momento difícil. Mas eu acredito muito no potencial deste grupo e na força do nosso trabalho e é por isso que vejo que temos totais condições de reverter esta situação. Temos nossos objetivos e vamos seguir em busca deles” — disse o treinador jaconero Antônio Carlos Zago após a derrota, por 2–1, para a Portuguesa.

A troca do ‘homem forte’ do futebol — nesta semana, Flávio Campos, 50 anos, considerado um dos maiores atletas da história do clube, assumiu o cargo de Diretor Executivo de Futebol — confirma as mobilizações em torno da melhora do quadro do Juventude na competição.

Crédito — Foto: Luís Augusto / Agência Botafogo

Ademais, no último embate, o Botafogo teve uma atuação bastante irregular diante do fraco Guará. Negada na etapa inicial, a valorização da posse de bola, tão vista contra Boa Esporte e Portuguesa, muito limitou a criação de jogadas agudas e chances claras de gol. Corrigido no intervalo, esse quesito contribuiu à construção da goleada e poderá facilitar o caminho da vitória no domingo, tanto na defesa, quanto no ataque.

Sobre a defesa, o goleiro Neneca não escondeu sua chateação por sofrer 2 gols, em casa, diante de um time sem disposição tática e com várias limitações técnicas: “ Eu estava chateado. Com todo respeito ao Guaratinguetá, nós não poderíamos tomar os gols que tomamos. Acontece, infelizmente aconteceu. Eu não gostaria de tomar gol para ter uma defesa equilibrada.”

FICHA TÉCNICA — BOTAFOGO X JUVENTUDE/RS

Trio de arbitragem: árbitro Felipe Gomes da Silva (PR), assistente 1 Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e assistente 2 Vitor Carmona Metestaine (SP).

Provável escalação — BOTAFOGO: Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen, Danilo Bueno e Zotti; Samuel Santos, Alemão e Diogo Campos. Técnico: Márcio Fernandes.

Provável escalação — JUVENTUDE: Elias; Vidal, Klaus, Anderson Marques e Pará; Wanderson, Fahel, Carlinhos, Bruno Ribeiro e Roberson; Hugo. Técnico: Antônio Carlos Zago.