Márcio Fernandes repete escalação e Botafogo vai confiante enfrentar a Lusa

Márcio Fernandes sinaliza orientações durante treino. Crédito — foto: Luís Augusto/ Agência Botafogo

Neste domingo 12, às 11h00, o Botafogo, 2º colocado do Grupo B (6 pts — 2v, 1d) encara a Portuguesa, 7ª colocada (4 pts — 1v, 1e, 1d), no estádio do Canindé*, em São Paulo. Os 2 clubes muito tradicionais do futebol paulista chegam a 4ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série-C em situações ao mesmo tempo similares e distintas. Ambos, neste momento, estão em ascendência na competição, mas por diferentes ajustes.

*A Portuguesa conseguiu aval da Polícia Militar para realizar o confronto no Canindé com torcida mesmo com laudos vencendo na sexta-feira 09. Cogitou-se a transferência da partida à Rua Javari, no estádio do Juventus-SP, e até sua realização no próprio Canindé só que de portões fechados.

O Tricolor porque o técnico Márcio Fernandes fez o encaixe certeiro do meia Zotti no time titular, dando mais dinâmica/movimentação ao até então pouco produtivo meio de campo botafoguense. A entrada de Zotti aproximou as 3 linhas da formação tática e possibilitou o maior envolvimento de atletas como Danilo Bueno (mais solto para armar e desarmar).

De novo Márcio Fernandes, desta vez, conversando com o meia Zotti, melhor jogador do Botafogo no campeonato até aqui. Crédito — foto: Luís Augusto/ Agência Botafogo

Diego Pituca, entrando na vaga de Augusto Ramos, também fez parte da dupla de ajustes que elevou o futebol do Tricolor. O êxito consagrado na tranquila vitória por 2 a 0 contra o Boa Esporte-MG (https://goo.gl/ev82g3) fará M. Fernandes após 3 jogos disputados repetir pela primeira vez a escalação do Pantera, o que contribui ao entrosamento do time.

Já a Lusa por ter realizado fora de campo mudanças tardias, porém urgentes no elenco as quais surtiram efeito dentro de campo. De uma vez só, 11 atletas foram dispensados e 6 chegados estrearam frente ao Ypiranga-RS. Os contratados somados às promessas da base lusitana ainda não acresceram muita técnica e muito padrão tático, mas incrementaram ânimo e vontade. O “gás novo” da Rubro-Verde só precisou de um pouco de oportunismo e pontaria no ataque para dar a primeira vitória da Portuguesa (por 3 a 1) na Série-C.

FICHA TÉCNICA — PORTUGUESA X BOTAFOGO

Trio de arbitragem: árbitro Leonardo Ferreira Lima (SP), assistente 1 Márcia Bezerra Lopes Caetano (SP) e assistente 2 Patrick André Bardauil (SP).

Provável escalação — PORTUGUESA: Douglas; Rodrigo, Marcelo, Mateus e Cesinha; Caíque, Diego Gonçalves, Vinicius e Leonardo; Bruno Mineiro e Felipe Alves. Técnico: Anderson Beraldo.

Poupado no último jogo, Bruno Mineiro deve retornar ao time titular no posto de Bruno Duarte. Com uma entorse no tornozelo, Douglas Oliveira está fora e Rodrigo deve ganhar a posição. Regularizados o volante Alê e o atacante Renato Kayser serão relacionados para o embate.

Provável escalação — BOTAFOGO: Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen, Danilo Bueno e Zotti; Samuel Santos, Alemão e Serginho. Técnico: Márcio Fernandes.