Permita-se

Chorar, rir, sonhar, falar, gritar, discutir, amar, namorar, se apaixonar, casar, discutir, provocar, crescer, correr . . .

Uma palavra bonita e de fácil pronúncia. Permita-se, uma palavra acompanhada por diversos verbos complexos, verbos que não praticamos, talvez por que tenhamos medo, por que nos disseram que era errado isso ou aquilo ou simplesmente por que não está nos padrões da sociedade.

Quem nunca quis se desfazer daquele trabalho chato e montar um negócio? Quem nunca quis largar o emprego e viajar? Muitos, mas poucos tiveram coragem de colocar em prática. Precisamos nos libertar das pessoas e das coisas que nos fazem mal, que não agregam valor, a vida é extremamente curta para perdemos tempo com coisas que não fazem sentido. Experimente fazer as coisas que você acredita, que você goste e veja o poder que isso tem.

Em Outubro de 2016 eu me permiti sair da zona de conforto, no auge dos meus 22 anos, pedi demissão de um trabalho sufocante em uma multinacional e comecei um e-commerce do 0 (zero). Um e-commerce de acessórios femininos (www.infartei.com), em que sinto muito orgulho de ter criado e colocado no ar, um sonho que consegui realizar com muito esforço e estudo. Empreender não é uma tarefa fácil, parece clichê em dizer, mas é totalmente verdade que empreender é 99% de desânimo, dor, sofrimento, pancada para 1% de notícia boa, porém não me arrependo das minhas escolhas, eu amo o que faço, amo ter que estudar sobre toda uma área e tocá-la sozinho, amo ver as coisas se desenvolverem, isso me satisfaz, esse é o meu propósito. Não me arrependo de nenhuma das minhas decisões, seja na vida ou nos negócios, essa é uma regra que procuro sempre zelar.

“Nada é impossível, mesmo que pareça”. “Qualquer pessoa pode cozinhar”. É o que diz o chef Gusteau no longa de animação “Ratatouille”.

Esse é um exemplo que mesmo para alguns o lugar em que você está possa parecer perfeito, mas que pra quem realmente importa e que é você, não é nada perfeito.

Não se deixe levar pelos elogios, pelas críticas, faça o que você acha que deva fazer, se liberte. Permita-se ser o condutor da sua vida, permita-se ser quem você é, permita-se dizer não, permita-se fazer o que você gosta, estudar o que você quiser, ler e namorar com quem você bem entender. Não se limite por ninguém, não se venda por preço algum, a vida passa muito rápido e quando pensarmos em fazer todas essas coisas, talvez seja tarde demais.


Siga-me:

Facebook | LinkeDin | Behance | Github | Twitter | CodePen | Instagram

Se você curtiu este artigo, me ajude a espalhá-lo. Compartilhe!