Pa Kua e o estudo dos sabres chineses

Sérgio M. de Souza
Mar 25 · 7 min read

"Se Pa Kua é chinês, por que então se usa Katana?"

Essa é uma pergunta comum entre pessoas que não conhecem nossa escola ou mesmo alunos que estão começando. A resposta é que não ensinamos Katana e sim uma grande variedade de sabres chineses e é isso que vou explicar nesse artigo.

Em chinês, a palavra dao() pode ser aplicada a qualquer arma com uma lâmina de um único gume e hoje em dia geralmente se refere às facas. No entanto, dentro de artes marciais chinesas e em contextos militares, a palavra dao é comumente referenciada aos sabres.

Em comparação com a atenção que goza a Katana e a cultura samurai, espadas e espadachins chineses receberam relativamente pouco foco em fontes escritas. Outro ponto importante é a atenção midiática dada a Katana principalmente após a segunda guerra mundial com o Japão buscando mudar a sua imagem perante o mundo impulsionando a sua cultura e costumes, nessa mesma época ocorria o contrário na China que estava controlando a prática de artes marciais em todo seu território e se fechando cada vez mais. Por isso hoje existe uma dificuldade muito grande em se achar sabres chinês como o Miaodao para vender em lojas e muitos praticantes acabam comprando a Katana e adaptando como se fosse um sabre chinês.

História dos sabres

Os sabres começaram a ganhar espaço dentro do exército chinês com o avanço do uso de cavalos em campo de batalha. Um dos primeiros modelos de sabre que sem tem notícia foi o zhibeidao(直背刀), da dinastia Shang, que mal possuía curvatura em sua lâmina que inicialmente era feita de bronze. Durante a dinastia Han(206 a.C. até 220 d.C.) os sabres foram aos poucos substituindo as jians(espadas retas chinesas) nos campos de batalha pela fato da sua curvatura se adaptar melhor ao uso da cavalaria, com o tempo a jian acabou ficando cada vez mais restrita aos oficias superiores.

Os sabres chineses são normalmente classificados em duas categorias, sendo sabres de uma mão (curtos) e duas mãos (médios e longos)

Sabres curtos de uma mão

Podiam ser usados em conjunto com um escudo, em pares, ou somente um único sabre deixando a outra mão livre. Em Pa Kua vamos utilizar tanto o sabre sozinho em uma uníca mão quanto o par utilizando um em cada mão. Os sabres quando utilizados em pares recebiam o prefixo “Shuang” que significa literalmente “par”.

Cada sabre possui suas próprias características que variam de modelo a modelo e de uma dinastia para outra. inclusive os próprios soldados acabavam escolhendo diferentes tipos de lâminas que se adequavam melhor ao seu estilo de luta. Por isso fica muito difícil fazer uma comparação entre os sabres chineses e os japoneses no que diz respeito ao seu formato.

Zhanyinbao, guarda imperial utilizando um arco e um sabre preso a sua cintura. (1760)

Alguns exemplos retirados do site Mandarin Mansion, cada nome corresponde a um numero na imagem abaixo.

1 — Zhibeidao (sabre de lâmina reta)

2 — Yanmaodao (Sabre de ganso)

3 — Liuyedao (sabre folha de salgueiro)

4 — Piandao (sabre fatiador)

5 — Niuweidao (Sabre rabo de boi / facão)

O sabre curto utilizado em Pa Kua utiliza um formato mais próximo do Yanmaodao e do Liuyedao.

Niuweidao (Facão)

O Niuweidao, ou facão como chamamos no Brasil, possui uma história distinta dos outros sabres. Ele foi desenvolvido no final do período da dinastia Qing (fim do século XIX) com o propósito de ser utilizado por civis e dentro de escolas de artes marciais. Apesar de muito provavelmente não ter sido utilizado pelos militares e de ser uma arma relativamente nova o facão acabou ficando famoso justamente pelo seu uso nas escolas de arte marcial que exportaram as suas técnicas para o mundo inteiro, o que fez também com que ele recebesse uma exposição midiática maior do que os sabres de uso militar.

Sabres de duas mãos

Os sabres de duas mãos podiam variar com lâminas de cerca de 60cm a mais de um metro. Foram utilizados principalmente como armas de infantaria e anticavalaria. Assim como os sabres curtos, também existe uma variedade grande de sabres médios e longos, um dos primeiros foi o zhanmadao seguido pelo changdao com uma lâmina grande o suficiente para cortar as patas do cavalo do oponente. Hoje em dia é mais comum utilizar o termo Miadao para os sabres de duas mãos, apesar desse termo ser mais recente e não abranger as características de todos os sabres. Outro termo muito utilizado para os sabres médios é o nome Wodao, que significa literalmente “sabre japonês”, já que esse modelo de sabre foi desenvolvido para lutar contra piratas japoneses que atacavam a costa chinesa no século XVI.

Comparação de tamanho entre os diferentes sabres chineses
Pagina retirada do manual militar Dan Dao Fa Xuan por Cheng Zongyou.
Comparação entre um Miaodao e um Liuyedao ambos da dinastia Ming

Ba Gua Dao

O “Bagua Dao” como o nome diz é o sabre desenhado para o Pa Kua, que consiste num sabre grande tanto em tamanho quanto em largura e peso. O fato dele ser tão grande faz com que os movimentos para utilizá-lo precisam ser contínuos e circulares, por isso essa arma acabou se tornando a arma símbolo do Pa Kua.

Como funciona o ensino desses sabres em Pa Kua?

Na modalidade de armas de corte nós começamos estudando o sabre de duas mãos com a lâmina de cerca de 60/70cm(Miaodao/Wodao), o que nós chamamos de sabre médio. Começamos com esse sabre pois ele vai proporcionar toda a preparação técnica para o aprendizado das demais armas.

Após isso iniciamos o estudo dos sabres curtos(Shuang dao), que vão dar toda técnica e coordenação necessária para o estudo de armas em pares como veremos no futuro com os sabres meia lua(Lu Jiao Dao), uma arma tradicional em Pa Kua e com uma movimentação bastante complexa.

Meia lua (Lu Jiao Dao)

Após isso começamos a aprender os sabres de duas mãos mais longos (Miaodao/Changdao/Baguadao) e suas técnicas específicas, buscando tirar proveito do seu tamanho e peso. Veremos na faixa preta o estudo de sabres ainda mais complexos como o sabre com gancho (Shuang gou).

Sabre com gancho (Shuang Gou)

Além do estudo dos sabres, a disciplina de Armas de Corte ainda vai abranger outras armas como a lança chinesa e a jian (espada chinesa). Esse estudo faz com que o aluno tenha uma noção técnica e teórica das armas de corte que participaram da história da China.

Videos e material para estudo

Cena de filme com sabres de uma e duas mãos
Programa da History testando sabre de duas mãos
Video em inglês sobre o porque as espadas chinesas não são tão famosas

Fontes:

https://www.youtube.com/watch?v=RHsrzzV5QNQ

Sérgio M. de Souza

Written by

Praticante e professor de Pa Kua, fã de tecnologia, viagens e fotos.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade