7 erros de branding que sua empresa deve evitar

Sua marca é sua promessa, e é importante construí-la de forma pensada e deliberada. Uma marca nunca é estabelecida com sucesso simplesmente com um logo “bonitinho” e um descritivo nas principais mídias sociais.

Para criar uma identidade para a sua marca é preciso investir tempo e esforço. Você tem que pesquisar o mercado, identificar seus competidores e contratar profissionais. Todo empreendedor deveria aprender o que é branding (explico melhor aqui) e porque ele é necessário para sua empresa.

Quer você já tenha sua empresa estabelecida ou esteja começando um novo negócio, erros são inevitáveis. No entanto, há alguns erros que você deve evitar:

1. Não pesquisar a concorrência

Esse item é fundamental se você está começando um novo negócio. Pesquisar a concorrência ajuda-o a entender o que já foi feito na sua área: onde seus competidores falharam, onde tiveram sucesso e onde sua marca pode estabelecer vantagens.

Sua pesquisa deveria incluir produtos, serviços, público-alvo, websites e mídias sociais. Caso não o faça, você pode replicar os erros de seus concorrentes ou tornar-se idêntico a eles (e você não quer isso, dê uma olhada aqui).

2. Não determinar seu público-alvo

Antes de você sequer abrir suas portas, você tem que entender com que tipo de público você vai lidar.

Você deveria entender suas demandas, expectativas, com o que ele se identifica e quais marcas ele prefere. Assim que você estabelecer seu público-alvo, sua estratégia de branding se tornará muito mais fácil.

3. Ouvir só feedbacks positivos

Limitar seu feedback a pessoas que lhe indicam só o que há de positivo na sua marca não o levará a lugar nenhum.

Amigos, familiares e colaboradores são ótimos para elogiar mesmo quando há erros a corrigir. Procure profissionais das mais diversas áreas que possam fazer uma análise franca do seu negócio: só assim você será capaz de corrigir os eventuais erros antes de gastar seu orçamento da forma errada.

4. Limitar seu branding ao logo

Como já falei mais de uma vez aqui no blog e em minhas palestras, seu logo é apenas um componente de uma estratégia de branding.

Branding constitui tudo que você representa — desde a voz da sua marca até o tipo de conteúdo que você cria. Você vai criar fidelidade à sua marca somente quando tiver um estilo único e vantagens competitivas. Sem esses dois componentes, você não entrega valor!

Algumas empresas refazem seus logos e esquecem de todo o resto em uma estratégia de branding. Por exemplo, uma loja de roupas não vai aumentar suas vendas apenas trocando o logo: ela deve focar no serviço ao cliente, na qualidade e no preço dos produtos, em anúncios, mídias sociais e muitos outros componentes.

5. Inconsistência

A consistência da sua marca é um dos fatores de maior impacto do seu negócio. Consistência cria familiaridade, fidelidade e credibilidade.

Lembrando mais uma vez que uma marca é uma promessa, você deve ser consistente com sua comunicação, sua personalidade, suas promoções e quaisquer outras interações que você fizer com a sua audiência.

Não adianta ter um ótimo logo se o serviço ao cliente é péssimo, se falta qualidade ao seu produto, se sua promessa é mentirosa. Prometer algo que você não cumpre pode até atrair um cliente eventual, mas ele nunca será fiel à sua marca.

6. Não focar na primeira impressão

Não faz sentido tentar ganhar um público fiel se, primeiro, você não definir o que a sua marca representa.

Branding é o primeiro passo para entrar no mercado e você deve priorizá-lo antes de pensar em começar a ganhar dinheiro. A primeira impressão que seu cliente tem é a que conta: caso ela seja péssima, muito dificilmente esse cliente voltará a consumir seu produto ou serviço.

Por isso, não tenha pressa. Pense a sua marca, a sua promessa, com cuidado. É fundamental ter um profissional de branding ao seu lado para guiá-lo no caminho: ele vai ajudá-lo a entender melhor sua empresa e a sua marca.

7. Não ter um plano B

Há muitas empresas que acham que uma marca é algo que você define e depois deixa caminhar sozinha. Cada vez mais, isso é uma mentira.

Você tem que refinar e revisar sua promessa constantemente para entregar mais qualidade e adaptar-se às mudanças do mercado. Nem todas as estratégias de branding funcionam como se espera. Nesse caso, você precisa ter um plano B à mão para se recuperar rapidamente.

Fazer a gestão da sua marca não é algo fácil. Você deve ter sempre em mente que seu negócio não é apenas seus produtos ou serviços. Seu sucesso depende da experiência de seus clientes com a sua marca — é isso que definirá a sua identidade.

Texto publicado originalmente no blog da METAPHOR.

Antes de você ir embora…

Muito obrigado por ter lido meu texto! Bata palmas abaixo (quanto mais melhor!) se você gostou pois assim mais pessoas vão poder lê-lo também. E deixe seu comentário abaixo, vou adorar e responder o mais rápido possível.


Meu nome é Otávio Al’ban e sou o Diretor Criativo da METAPHOR, uma agência de branding e marketing digital. Escrevo sobre desenvolvimento pessoal às segundas-feiras e sobre branding e empreendedorismo às quartas.