8 dicas para tirar fotos melhores em viagem (e com o celular!)

Uma das melhores coisas ao mostrar fotos de uma viagem é ouvir de alguém que já foi ao mesmo lugar que você:

– Nossa! Mas onde você foi? Não vi isso lá não!

E daí você explica que foi no mesmo lugar que a pessoa tinha ido, mas com algumas pequenas diferenças.

É justamente sobre essas diferenças que vamos tratar aqui. O objetivo não é dar dicas de poses para fotos, até porque se todos começarem a fazer essa mesma foto, ela vai deixar de ser original. Esse post então é para dar dicas do que fazer para explorar ao máximo o ambiente que você irá enquadrar para tirar suas fotos.

Vou fazer isso utilizando como exemplo as fotos que tirei em Orlando, EUA, numa viagem em fevereiro de 2015. É importante deixar bem claro que não deixamos de tirar fotos clichês, mas exploramos também os ambientes e momentos que não necessariamente estão nas fotos de todo mundo.

Vamos às dicas:

1. Brinque com a luz

Nem todos percebem isso quando vão tirar fotos de um por do sol, mas essa luz forte deixa o objeto que está de costas para ela praticamente numa penumbra, aparecendo somente uma silhueta. Jogando isso ao seu favor, é possível tirar uma foto próxima de um conceito minimalista (onde menos é mais) e, por conta disso, a sua foto acaba por se tornar enigmática.

Dica extra: deixa essa foto de silhueta em preto e branco, valoriza ainda mais esse efeito.

2. Procure o ângulo certo

Se afastar do seu objetivo pode facilitar o seu alcance. Quando estávamos tirando essa foto, vimos muitas pessoas fazendo a mesma coisa, porém mais próximo ao início da rua. Isso não dava uma perspectiva tão boa ao ponto de realmente “enganar” e parecer que essa rua era de verdade.

3. Não está satisfeito com o lugar, saia dali

Quando fomos assistir a esse jogo da NBA, o local que compramos ingresso não valorizava uma foto mais original, era um ângulo comum que passaria batido. Valeu a pena ter dado uma volta de 10 minutos pelo estádio para conseguir a foto que queria: que valorizasse a iluminação do ambiente, a vista da quadra e o tamanho do local.

Ande até encontrar o ângulo que você queira

4. Explore seu hotel

Pode ser chato em alguns momentos ficar dentro de um hotel, tendo toda uma programação de viagem para cumprir, mas ficar atento por onde você passa pode gerar uma foto que brinca com a perspectiva, levando a pessoa que está vendo a foto a ficar intrigada com quem está vindo ao fundo do corredor.

Stanley Kubrick curtiu isso.

5. Procure alinhar o todo

Tirar uma foto que as pessoas possam se sentir relaxadas e que capture a sensibilidade do local no momento é um desafio interessante. Alinhar e ver se não tem nada “sobrando” para os lados facilita essa experiência de quem está vendo as fotos.

Olhe para um lado e para o outro, está sobrando algo?

6. Movimente-se

Pra tirar boas fotos durante a viagem, é preciso movimentar-se ao ponto de ter certeza de que aquele é o ângulo certo. Agachar e se esticar para cima são movimentos básicos que podem gerar fotos emblemáticas. Na foto abaixo, tive que quase me deitar no chão e apontar a câmera para cima. Dessa maneira, foi possível valorizar o coral que estava cantando naquele momento.

Abuse dos ângulos alternativos até acertar

Já na foto abaixo, conseguimos encontrar uma maneira de enquadrar um dos maiores cartões postais dos parques da Disney de uma maneira que parecesse uma bola de golf gigante enterrada na grama.

Se esconda atrás da moita e veja o que ninguém tinha visto ainda

Nessa época que visitamos Orlando, o Castelo da Cinderela estava supostamente em obra e, por conta disso, durante vários meses as pessoas viam um guindaste gigante ao lado do castelo, fazendo com que as fotos que a pessoa havia esperado uma vida inteira para tirar ficassem com um gigantestico “pau-de-selfie” pelo meio.

Demos uma volta pelo parque e conseguimos encontrar um ângulo que não só disfarçasse o guindaste, mas também que pudesse intrigar pelo reflexo do castelo nas águas do rio.

Tentar ocultar um guindaste acabou revelando o reflexo do castelo no rio

7. Tenha paciência

Você está numa viagem para relaxar, então esperar um pouco mais para pegar um dragão cuspindo fogo ou que o parque pareça fechado. Mas é importante um ponto: tenha sempre a máquina ou celular na mão, o evento pode ocorrer a qualquer momento e não pense que vão esperar você se preparar!

Tenha paciência e esteja preparado, daqui há pouco ele vai cuspir fogo de novo

Tem quase ninguém passando, se for esperar um pouco vai parecer que o parque está fechado pra você

8. Olhe para cima

Espero que esteja ficando claro, nesse ponto, a importância de você sair do lugar. O importante nessa dica é que você pode valorizar ainda mais a sua foto, contrastando o céu com as casas ou conseguindo pegar uma gaivota que passe próximo à você.

O céu está bonito e as casas também são, mas se incluir o rio a foto pode ficar melhor

Olhe pra cima!

Olhe mais pra cima!


Curtiu as dicas? Pode me mandar um e-mail, dar uma olhada nas minhas viagens e fotos mais recentes (Instagram) ou conhecer o meu portfolio completo lá no site.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.