A cruz não é apenas símbolo da dor humana. Às vezes, tem sido usada para induzir o ser humano à resignação e passividade diante da dor e do sofrimento, e ainda como pretexto para certas formas de repressão. Mas não podemos esquecer que na “cruz Deus se revela como o amor que se deixa ferir, humilhar, aniquilar. A sabedoria da cruz não é como a astúcia dos perversos, que abre caminho por entre cadáveres para alcançar seu próprio triunfo. Na cruz Deus não ostenta seu poder, sua posição na hierarquia, nem saber, mas a fraqueza do amor. Na cruz Deus aparece como alguém para os outros, para a vida do mundo. Um povo a caminho, na força da cruz, está convidado a ser firme em Cristo, reconciliado pelo poder do Espírito. A ser uns pelos outros e todos para a vida do mundo. A espiritualidade da cruz, como um de seus traços, fala a linguagem do amor que reconcilia, que restabelece os vínculos da paz, na cultura da solidariedade e da compaixão pelo mundo”.[1]

“Encontramos na Cruz a plena manifestação do Mistério da Misericórdia divina. Deus nos perdoa, pelos méritos do Filho unigênito, cujo sacrifício redentor lavou a mancha do pecado, contraída pelo primeiro patriarca da humanidade, Adão. São Paulo descreve: “Deus não poupou seu Filho, mas por todos nós O entregou” (Rm 8,32). O Filho, por sua vez, adere, livremente, ao plano do Pai: “O Filho de Deus me amou e se entregou por mim” (Gl 2,20) – eis o supremo gesto de misericórdia”.[2]

Quando olhamos para nossa vida, vamos perceber que existe muitas cruzes. Dores, sofrimento como doenças, até mesmo a morte, injustiça, humilhação. Podemos dizer que tudo isto faz parte do Mistério da Cruz. Quando o sofrimento vier devemos olhar para Crus e contemplar o Cristo Crucificado, onde vamos encontrar esperança para vencer as nossas dores. Cristo venceu a morte, sim ele foi crucificado, morto, mas ressuscitou ao terceiro dia.

“No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo”. (Jo. 16,33b).

[1] http://formacao.cancaonova.com/diversos/a-espiritualidade-da-cruz/

[2] http://amaivos.uol.com.br/amaivos09/noticia/noticia.asp?cod_noticia=12046&cod_canal=45