Arte de John Watkiss

Faz tempo que você não olha para mim, não conversa comigo, não me leva para dançar. Faz tempo que te peço um chá de camomila, que você faça conchinha comigo como se estivéssemos dentro de uma fava de baunilha. Tenho te dado bom dia com um belo sorriso, todos os dias, enquanto você passa corrida pelo espelho do banheiro abafado pela a água do chuveiro, catando as meias e sem mesmo me perceber. Choro quando você diz que não gosta de mim, que me odeia. Fico triste quando olha para mim triste, quando passa a mão pelos cabelos e abaixa…


Rosas vermelhas são afrodisíacas! Maria Madalena em êxtase e orgasmo consigo mesma e sentindo toda a sua potência. A pintura é de uma mulher, pois só uma mulher seria capaz de pintar com tanta exatidão uma outra fêmea em êxtase consigo mesma. Artemisia Gentileschi (1593–1653), uma artista tão esplêndida quanto Caravaggio, nunca teve reconhecimento em sua época. Ela pintou Maria Madalena em êxtase em 1611. Outros artistas homens também pintaram Madalena, mas nenhum conseguiu chegar na exatidão de Artemisia. Sabe por quê? Porque só uma fêmea entende a garra, amor e paixão que pulsam no coração de outra mulher. Nossos…


Não poderíamos falar de Maria Madalena sem trazer o perfume da rosa vermelha. A rosa rubra tem uma forte ligação com uma das principais fases da alquimia antiga, o rubedo. Nesta fase, o feminino e masculino se encontram e formam o amor, o gozo e o prazer. A rosa vermelha é a representação do fogo entre essas duas energias que quando juntas, quando realmente em soma e comunhão, formam uma potência que nada é capaz de parar. Não é a toa que até hoje a rosa vermelha é a representação dos apaixonados, do amor visceral e sexual (não estou falando…


Minhas raízes fortes, meu galhos retorcidos pelo senhor tempo, retorceram para me transformar, para eu crescer sempre em busca do Sol. Nasci um pequeno olíbano em meio a areia árida, mas isso não me impediu de exalar meu perfume, por todo o deserto, e lembrar da doçura da vida a todos que passam. Quantas vezes você já passou por mim? Por quantos desertos já andou? Nada pode te intimidar, nem diminuir, ninguém tem o poder de te fazer cair ou desistir. Se alguém te machucou, te decepcionou, se alguém te ofertou algo que não tinha condições de dar, apenas siga…


Uma árvore retorcida no deserto, eremita, criatura forte e sabiamente suave. Silenciosa, peregrina apesar de não precisar mover-se para conhecer a verdade do mundo. Ela tem sabedoria adquirida pela alma antiga. Seu perfume é como a presença divina, aquece o coração e acalma a mente, observa a vida. A subida de sua fumaça nos leva a meditar e a conectar com algo maior. Não há culto ao divino sem olíbano. Ela foi perene entre Somália (África) e Paquistão (Península Árabe) e de tanto uso no início do cristianismo e, estando na rota das especiarias, quase entrou em extinção. Foi um…


“Não me olhe com esta cara de Maria arrependida, pois nós sabemos o que você fez!”. E o que elas fizeram? O que nós fizemos? A sociedade matriarcal começa a desmoronar com a Revolução Neolítica (12.500 anos atrás). É com a domesticação das plantas e dos animais que o culto aos ciclos naturais é calado, dando lugar à nova sociedade: hierárquica, de vigília e de punição à natureza e às emoções humanas, incluindo aqui, e muito, o prazer sexual. Este último ponto culmina com a Reforma Gregoriana* e a partir dela nossa relação com o sexo, o prazer e as…


Fran Angelico/ Três Marias acompanham Maria, mãe de Jesus.

Um dos títulos de Maria Madalena é “portadora da mirra”. Ela é considerada uma mirrófora, uma das pessoas citadas no Novo Testamento como participante do sepultamento de Cristo. O sepultamento vai desde a retirada de Jesus da cruz até o dia de sua ressurreição. São mirróforos as “três Marias”, sendo Madalena uma delas, além de José de Arimatéia e Nicodemos, que retiraram o corpo da cruz. No entanto, o corpo escarificado uma vez fora da cruz, pode-se pensar que foi entregue às mulheres. Ainda mais Madalena, que provavelmente, de todas as mulheres que acompanharam Jesus em vida, era a mais…


Mirra em aramaico significa amargo, uma árvore retorcida e com espinhos, mas que exala cheiro doce. É uma metáfora de sua alquimia: está no caos, na matéria, se contorce para viver no deserto e cria espinhos para se proteger, mas sua essência se preserva doce. Ela escolhe renascer todos os dias, exalar seu doce em meio ao deserto. É o renascimento que Madalena traz em sua alquimia e símbolos. Em muitas figuras cristãs, Madalena segura um ovo (ovo da páscoa, do renascimento). Mas este ovo, dizem, veio de Eostre, uma deusa europeia. Na verdade, indo mais longe no tempo passado…


Maria Madalena segurando uma jarra de unguento, c. 1525, mestre Da Mansi. Representação medieval.

E “de suas mãos destilaram mirra” (Coríntios 5, 5). A mirra é uma planta do nordeste da África, ou seja, a famosa região chamada Mundo Árabe, e Oriente Médio. Apesar de não haver nenhuma passagem na bíblia que ligue a mirra a Maria Madalena diretamente, é preciso ler além da documentação histórica e analisar diante dos fatos da época. Mirra era muito utilizada no Egito, umas das principais plantas do processo de embalsamamento. Os egípcios já conheciam suas propriedades anti sépticas e de mantenimento da carne. Além disso, na passagem acima em Coríntios, chama a atenção o uso da palavra…


Tiziano Vecelli, 1533, óleo sobre madeira. Madalena nua, o que causou frenezzi. Em 1565, Tiziano volta a sua obra e cobre a nudez de Maria Magdala.

Madalena, a puta. “A palavra espanhola e portuguesa para inglês whore, ‘puta’, a par do francês putain, são derivadas do latim para apodrecido, pútrido. As donzelas, inocentes e dóceis, por outro lado, são naturalmente flagrantes e não devem cheirar a nada mais forte do que aroma de flores a que estão associadas.”* Madalena era a puta, a que meteu o nariz onde não foi chamada, a que caminhava ao lado de Jesus, nem atrás, nem à frente, mas ao lado. A que gozava, a que tinha prazer e vivia a felicidade do corpo e da alma.

Amava intensamente. A estudiosa…

Palmira Margarida

Historiadora, escreve sobre sensoridades, cheiros e prazer para mulheres - @palmiramargaridabr / instagram

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store