sobre a rey e pessoas solitárias

aviso: não sou nerd de star wars. conheço parte da mitologia da saga, seus produtos culturais e sua importância. entendo e acho massa toda a paixão das pessoas fãs, mas vi unicamente o filme deste ano e me dou por satisfeita

a rey fala diretamente com pessoas solitárias

pessoas que vivem sozinhas sabem que muitas vezes não é uma escolha e a melhor coisa a fazer é enfrentar o mundo árido trabalhando. recusar companhia é uma constante, mas quando chega alguém apegável, pessoas solitárias defendem e brigam, ainda que esse objeto de sua afeição seja uma unidade BB

pessoas solitárias aproveitam o tempo livre pra estudar e se capacitar naquilo que gostam e, independente dA Força, mostram habilidades que só tem quem se dedica e se especializa. coisas simples como pilotar aeronaves, consertar engrenagens mecânicas e lutar usando bastões ou sabres

pessoas solitárias sabem correr sem dar a mão porque nunca há mãos pra segurar

pessoas solitárias se emocionam quando encontram aquelas pessoas-mito, de quem ouviram muito falar e sem empolgam quando fazer atividades junto com elas (aquela coisa do “nossa, você também???”)

pessoas solitárias tem aquele projeto que é executado pra dar uma razão de viver, mas não se furtam quando são convidadas a acrescentar novos empreendimentos em sua solitária vida

pessoas solitárias podem ser amáveis, emotivas, guerreiras

pessoas solitárias, depois de experimentar uma aventura que elas nunca tiveram na vida, até gostam da ideia de deixarem de ser solitárias 

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.