Os corredores e mistérios da Feira da Parangaba são a raiz da HQ ‘Domingo-Feira’

Celular pelo preço do larápio, leilão de galinha e até um alerta sobre adicionar algo estranho na bebida são algumas das desventuras desta HQ Reportagem

Sem muita conversa. A HQ “Domingo-Feira” explora um domingão de sol forte no esquecido 3 de maio de 2015 de nosso senhor. Este material foi publicado originalmente na 39° edição do jornal Impressões, publicação desenvolvida semestralmente pelas turmas de Jornal Laboratório da Universidade Federal do Ceará (UFC).

A empreitada contou com os esforços deste que vos escreve e do sensível e questionador multiartista e comunicador Jadiel Lima. A missão da dupla foi se embrenhar pelos corredores da famosa Feira da Parangaba (também reconhecida nas quebradas pelo poético nome de Feira dos Pássaros), e retratar como se estabelece o matrimônio entre espaço público e o tradicional ponto de vendas dominical.

Todo o trabalho contou com a orientação da competente profe Mayara de Araújo. Valeu cada gota de suor, cada ponto do rosto castigado pelo sol para descobrir estes personagens e esgarçar todo esse controverso e democrático evento da cidade Fortaleza. É jornalismo, é quadrinho. É estar no melhor lugar para quem quer contar uma história: a rua. Boa leitura.

Segunda Parte