TCE-SP os guardiões do patrimônio público

Com remuneração de quase R$13 mil, estão abertas as inscrições para Agente da Fiscalização

Uma rodada de fiscalização surpresa no noroeste do Estado de São Paulo, ainda em março deste ano, chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Doutor Diorandi Figueira da Costa, na cidade de Votuporanga. E encontraram uma série de irregularidades: salas de espera desconfortáveis, materiais estocados de maneira imprópria e muitos medicamentos com prazo de validade no limite.

É essa a principal missão do Tribunal de Contas do Estado, que em São Paulo busca 133 pessoas para preencher as vagas de Agente da
Fiscalização. Mais do que cuidar das contas de cidades e governo estadual, é função dos fiscais ficar de olho em tudo que envolve o patrimônio público, seja o orçamento, o patrimônio ou a operação dos órgãos públicos do Estado.

Quem quiser ajudar a cuidar dos bens que pertencem à toda população precisa ficar atento. As inscrições para o concurso começaram no final de setembro, e vão até o próximo dia 31 de outubro. Para concorrer é preciso pagar uma taxa de R$ 57. A remuneração inicial é de R$ 12.984.

Apesar de contarem com a mesma remuneração, as vagas são divididas
entre Agente da Fiscalização e Agente da Fiscalização-Administração. São 92 vagas na primeira categoria, sendo 52 para trabalhar na Capital e 45 no interior. Já os candidatos à trabalharem na administração concorrem à 36 vagas na cidade de São Paulo. Nove desses cargos são reservados para portadores de necessidades especiais. Em todos os casos é necessário ter ensino superior concluído.