Como matar seus sonhos

Você está matando seus sonhos?

Descobri que tenho matado alguns dos meus sonhos assistindo a uma palestra da Bel Pesce, uma menina empreendedora, cheia de sonhos que trabalha pra transformar os sonhos das outras pessoas em realidade. A Bel te encanta ao falar sobre seu projetos. E pra quem não a conhece pode acessar o site dela aqui. http://belpesce.com

Ela é uma pessoa que te inspira e desde o primeiro momento que baixei seu livro A Menina do Vale tenho me convencido cada vez mais que o empreendedorismo transformador, aquele que ajuda as pessoas, é o que eu quero fazer. Mas isso é assunto pra outro post.

Voltando à palestra, ela conta a história de alpinistas que tinham como objetivo subir o monte mais alto. Quando chegaram lá eles comemoraram muito. Mas alguns segundos depois eles se olharam e disseram: – vamos descer!!

Ela explica que o importante não é alcançar o objetivo em si. Mas aproveitar o que toda jornada tem a oferecer. Cada passo, cada acerto, cada erro. Se você fizer o contrário disso estará matando seus sonhos.

Na palestra ela fala de outras atitudes que nos faz matar nossos sonhos, mas esse me chamou bastante atenção. E passei a imaginar como seria se eles tivessem feito o contrário.

Certamente aqueles alpinistas se tivessem aproveitado a subida, veriam cada metro escalado como uma experiência adquirida, chegariam lá no topo e veriam tudo com outros olhos. Teriam comemorado muito mais, teriam contemplado à vista maravilhosa, teriam esperado um pouco e conversado sobre os acertos que seriam repetidos na próxima escalada e sobre os erros que lhes trouxeram mais experiência. E só depois se preparariam para descer.

Não pude deixar de me perguntar se era tudo isso que eu não estava fazendo ao alcançar meus objetivos. Se tenho aproveitado toda a trajetória. Se tenho adquirido experiência ao longo da vida.

Todos nós temos metas e objetivos na vida, e mesmo que eles demorem a se concretizar, se nos colocamos em movimento, sempre chegamos lá. Mas devemos sempre lembrar que o importante é experimentar. É aprender!

Eu decidi que vou prestar mais atenção em tudo. Viver o presente é o que importa.

Isso quer dizer que não vou mais traçar metas e objetivos pro futuro? Não. Isso só quer dizer que viverei cada dia em plenitude, e tenho certeza que quando eu chegar ao meu objetivo serei mais feliz e experiente com que aprendi na jornada.