Para ser escritor, Charles Kiefer

Para ser escritor de Charles Kiefer tem 160 páginas e foi publicado pela editora Leya em 2010. O escritor e, professor gaúcho, traz orientações de como ser um escritor, experiência adquirida por Kiefer ao longo de suas oficinas literárias e livros publicados. A obra é composta de diversos ensaios no qual o autor compartilha suas vivencias e angústias do fazer literário. Muitas vezes percebe-se uma certa fuga do tema, um exemplo disso é um dos episódios relatados pelo autor a respeito da dúvida de sua filha acerca do som da letra H ou sobre a construção do central Park. Mas uma luz é jogada sobre como um escritor deve se comportar em relação à publicação, autógrafos, envios de originais e concursos literários.

O livro não é didático, não diz se deves usar ou não advérbios e quais usar, isso, segundo bem disse nas primeiras páginas de Para ser escritor, saberás na solidão do ofício.