Não ligue para a opinião alheia

Contar com a aprovação dos outros pode gerar um alto grau de insegurança
Receber a aprovação dos outros tem um peso mais significativo em nossas vidas do que supomos. E isso vem desde os tempos de bebê, quando nossas emoções são muito afetadas pela atitude dos mais velhos. Embora na vida adulta as pessoas consigam controlar mais esses efeitos, estudos ainda detectam a importância da opinião alheia.

Pesquisa do Babson College revelou que 62% dos pesquisados consideram que sua autoestima depende muito da aprovação dos outros. Para a coordenadora do estudo, a professora Elizabeth R. Thornton, esse tipo de validação externa tem a insegurança como núcleo e, portanto, basear-se nela pode ser um problema. Isso porque desconsideramos que os julgamentos alheios se baseiam em uma miríade de influências específicas da mente de cada pessoa, que às vezes nada têm a ver conosco.

Se alguém responde com cara feia ao seu cumprimento gentil é mais provável que esteja com um problema pessoal — e não reprovando você por algum motivo. O certo é não levar essas situações para o campo pessoal, evitando respostas emocionais automáticas. Ao fazer isso, estaremos reprogramando nossas redes neurais para desconsiderar a validação externa.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.