Três passos para fazer sucesso em qualquer lugar

Quer chamar a atenção para si — de maneira positiva, é claro — quando chegar a um novo ambiente? A seguir, algumas dicas
Muitas vezes, tudo o que uma pessoa quer é ser ouvida. Essa constatação, feita pela editora Betty Liu, autora de um artigo recente na revista Fast Company, apresenta uma ideia que ajudará você a se destacar em qualquer ambiente. Se desenvolver a habilidade de escutar o que alguém tem a dizer — e, em geral, todos sempre têm algo a dizer –, a tendência é ganhar ao menos a simpatia alheia. Isso vale tanto para o ambiente de trabalho quanto para a vida pessoal.
Saber escutar faz com que você se torne um líder melhor, um interlocutor melhor em conversas informais e um parceiro melhor para sua mulher ou marido. Se você trabalha na área de vendas, vai se destacar imediatamente ao demonstrar simpatia e interesse pelos seus clientes.
Embora possa parecer uma tarefa simples, ouvir não é uma atividade fácil. Até porque a maioria de nós está muito ocupada em falar — afinal, como todo mundo, também queremos ser ouvidos. Para aperfeiçoar essa habilidade, a editora Betty Liu sugere os três passos a seguir.

1. Seja um espelho das palavras dos outros
Isso soa contraintuitivo, porque repetir as palavras dos outros para eles próprios pode fazer parecer que você não está prestando a atenção ao que dizem. A ideia, porém, é justamente a contrária. “Não sei dizer quantas vezes vi os olhos das pessoas vidrados depois de repetir o que elas acabaram de dizer”, afirma Betty, em seu texto.
Ela ilustra essa ideia com um diálogo fictício: “Isso vai revolucionar o jeito que as pessoas pedem frangos da granja”. O interlocutor, então, poderia repetir: “Isso vai revolucionar o jeito que as pessoas pedem frangos na granja?”, e então emendar a pergunta: “Como?”. O outro poderia responder: “Sim! Que bom que perguntou…”. Pronto, assim nasce uma amizade.
2. Faça perguntas
De quantas conversas você participou em que alguém falava algo totalmente nonsense, mas acaba deixando passar só porque lhe parece mais trabalhoso pedir para que expliquem seu ponto de vista. Da próxima vez, porém, faça uma pausa na conversa e pergunte, demonstrando interesse, sobre o ponto que ficou confuso. Isso não apenas cria uma conexão mais dinâmica, mas também é um sinal para a outra pessoa de que você está realmente ouvindo o que ela diz. Ponto para você.
3. Pare de olhar para o que está ao redor
É muito raro que duas pessoas conversem totalmente concentradas uma na outra e no que dizem. A maioria de nós está meio engajada na conversa, meio pensando sobre o que vamos comer mais tarde ou no trabalho que espera para ser feito. Em festas, é comum falar com alguém enquanto olhamos para o resto das pessoas por cima do ombro do interlocutor. Pare de fazer isso, seja fisicamente, na sala em que está, seja em seu cérebro, pensando em assuntos que nada têm a ver com o papo.
“Cinco minutos gastos em uma conversa totalmente engajada com outra pessoa é como se ela ou ele fossem a única coisa na sala naquele momento. Isso vale dez vezes mais do que 15 minutos sem entusiasmo, falando sobre os assuntos mais maçantes”, afirma Betty.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.