Seu tempo de mercado não determina o seu salário

Um choque de realidade no T.I

Paula Diniz
Apr 2, 2019 · 1 min read

"Mas eu tô há oito anos trabalhando com isso, com certeza eu sou sênior". Vou falar sobre o mercado que eu trabalho e conheço mais, o de tecnologia, mais especificamente o de desenvolvimento. Inúmeras vezes vi e ouvi história de pessoas que juravam ter certa senioridade e não sabiam sequer o conceito de POO, componentização ou escrever uma função básica em qualquer linguagem. As pessoas juram por tudo que ter mil anos de mercado é o que determina o seu salário, certamente existe um peso, mas não determina o seu valor.

De que adianta uma pessoa colocar sênior no CV e não ter a menor lógica ou senso de resolver problemas que aparecem? A senioridade de alguém dentro do desenvolvimento tem a ver com rapidez, qualidade, experiência técnica e poder de percepção. Não podemos esperar que um júnior resolva um problema relacionado a arquitetura em poucos minutos, que ele bata o olho e saiba onde é o problema ou que pelo menos tenha ideia. Isso é trabalho de sênior e até de um pleno, que já tem lá sua capacidade de descobrir de fato de onde surgiu o problema.

Enfim, é um texto breve que ilustra muito a realidade das coisas. Nem popularidade, nem tempo de mercado determinam salário.

    Paula Diniz

    Written by

    Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
    Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
    Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade