Homem mar…

Profundidade só é bem vista quando se possui um tubo de ar comprimido preso ao corpo.. E mesmo os mergulhadores mais experientes precisarão voltar à tona de novo.. Para revigorar-se… Sentir a brisa.. Até decidir-se pelo momento que é melhor ficar só na areia até q se encontre uma poça para só molhar os pés..

E aos que se permitiram tornar-se vasto mar.. Sobretudo profundos.. O derramamento de prantos eternos em formas de ondas q afloram em sua superfície.. Transbordar.. E a certeza de que ser homem mar é deixar ir.. Mesmo quando parece impossível de acostumar com a dor de ver partir e ter de transbordar pra além..

Homem mar sabe que movimentos e envolvimentos vão e vem.. Que não há pertencimentos.. Mas já não sabe explicar.. Se o não se fundir em meio à imensidão das profundezas.. Vem do medo de se perder ou do medo de se encontrar…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.