Um estranho. Um sinal. Deus ❤

Terminei o dia meio desanimada, meio pra baixo, com aquela sensação de que as coisas não estão se encaixando direito sabe?! Um sentimento de impotência de precisar fazer algo e não saber por onde começar.

Aí, um senhorzinho simpático, que também esperava para buscar seu carro no estacionamento da academia, vira pra mim e diz: “Que gostoso ir para casa agora e poder descansar né?!”. E eu, não conseguindo conter meu desânimo, disse com um sorriso cansado: “Não tem sensação melhor, até por eu sentir que tô ficando meio doentinha…”

E ele, cheio de sabedoria e de ternura, me fala: “Ah não, filha! Não fica assim. Isso é coisa da cabeça sabe? A gente tem que pensar em coisas boas, coisas de Deus. Pensa em Deus, menina. Ele que sabe das coisas. A gente cria o que a gente pensa.”

Fui embora, agradecendo e desejando as melhores coisas da vida para aquele senhor, cheia de emoção. Deus falou diretamente comigo através de um total estranho, que já não era um estranho mais. Ele me reconheceu como parte do mesmo todo que eu o reconheci. E queria te falar isso: os sinais estão por toda a parte nesse mundo maluco. E o amor está sempre ao nosso alcance.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.