Cem por cento menos X

eu aprendi hoje que mesmo na plenitude do bem estar

sempre chegará o dia em que o peso cairá em cima de mim

e assim como o cansaço bate, os pensamentos chegam como tornado

nos derrubam,

mas a gente sempre se levanta.

hoje eu sei que tudo bem sentir aquele desconforto ao olhar para trás

aprendendo todos os dias que a dorzinha, por menor ou maior que seja, precisa ser sentida

e que o meu futuro será escrito pelo meu presente

e o meu presente não quer se machucar.

reparem que eu disse que ele não quer, mas sabemos que ele precisa (se) doer

algo lá dentro tem que ser machucado

nosso corpo evoluiu para isso

ele que se responsabilize em cicatrizar isso com o tempo.

pelo menos essa certeza todos nós temos.

tudo bem estar bem mas não totalmente bem

as cargas grandes se esvaem com o tempo, meu amor

o coração faz pouco a pouco o que consegue

e o cérebro se força episódio a episódio.

ninguém está cem por cento bem.

você também não precisa estar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.