Eu nem queria.

Hoje a noite foi longa

enquanto minhas amigas,

que tanto estão lutando pra eu ficar bem,

dormiram,

eu fiquei acordado

pensando.

chorando.

com medo.

me culpando.

Ao maior sinal de silêncio na casa, eu cedi

Fechei os meus olhos

E vieram os pesadelos, e neles havia você

Todos os diversos pesadelos

esfregando na minha cara o quanto eu não tinha mais você

E o quanto eu ainda te quero mas não posso

O quanto eu sou culpado

E eu acordava,

uma,

duas,

três,

quatro vezes,

a noite toda.

Até quando meu cérebro cedeu à exaustão

E eu dormi, com o sono mais pesado do mundo

Nada me acordava, a não ser a minha própria consciência

O fato é que eu nem queria acordar.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Paulo Costa’s story.