Ética e educação

Desde pequeno penso nas coisas erradas que eu vejo pelo mundo,mas uma delas realmente me chama a atenção:A falta de educação e de ética das pessoas.Em alguns países isso se agrava pela cultura,mas a principal causa desse fato realmente se deve à falta de consciência das pessoas,pois a ética é endógena.

Jogar lixo no chão,furar a fila de um banco,não dar lugar aos mais velhos no ônibus,como eu diria”WELCOME TO BRAZIL”.Desde 1500 quando chegaram aqui os portugueses,em sua maioria antiéticos,exploradores e sujos,foram se criando alguns hábitos e manias que se refletem em nossa população moderna,assim como em tantos outros países que tem atitudes erradas.Culturalmente somos muito bons com festas,futebol,café e corrupção,já pensou se fossemos tão bons com reflexão ética,avanços tecnológicos,científicos e educacionais?Não estou dizendo que muitas coisas que fazemos por aqui não sejam boas,que futebol não seja bom,mas se todos pensassem em prioridades importantes para o bem universal,como educação,estaríamos vivendo melhor.

Nem todos sabem mas a principal causa da falta de pensamento em prol de todos,o excesso de individualismo e dos problemas éticos mais praticados por aqui,é o berço dos brasileiros.A educação de cada um vem do berço,vem de casa,dos 0 até os 7 anos a criança é totalmente dependente dos pais para aprender os limites.Essa fase é o que podemos chamar de fase decisiva da educação dos seres humanos,onde aprendem com os pais tudo o que podem e não podem fazer,que aprendem a respeitar as regras e as pessoas para ter uma convivência harmônica.Eu cresci dessa maneira,sempre buscando fazer o bem,buscando sempre o melhor à sociedade,porque fui criado dessa maneira,assim como muitos outros cidadãos foram.Mas pensando bem e observando o mundo ao meu redor,sou de uma pequena minoria que pensa em não jogar lixo no chão,reciclar,não furar filas,dar lugar aos mais velhos no ônibus,pagar as despesas que tenho de maneira correta,não passar por cima de ninguém.Pois é,viramos a minoria do Brasil,parece que a população desse país cada vez mais só olhando para seu umbigo,se está bom para ela é o que importa,os outros que vivem ao seu redor e as futuras gerações,eles que paguem o preço da ignorância e estupidez alheia.

Uma das coisas que mais me abismam é as pessoas ao invés de confiarem uma nas outras,a principio,já estão desconfiados de tudo e todos.A desconfiança já virou uma das marcas da nossa sociedade,quando falamos por exemplo”nenhum político presta” é uma das provas disso.Mas o que acontece em Brasília,muitas vezes,é a maior prova do egoísmo da nossa população.

Como podemos mudar esses aspectos da nossa população?Como podemos fazer as pessoas pensarem menos em si mesmas e mais na sociedade em geral?O que podemos fazer para melhorar a educação de berço por aqui?

Esses são os novos paradigmas que nós mesmos vamos ter que descobrir para avançarmos não só em aspectos humanos,sociais,mas também em aspectos científicos.