EVOLUCIÓLOGOS NA CCCI ( parte I )

Em 1997, quando comecei a fazer cursos e a voluntariar na CCCI, o professor Waldo Vieira dizia que não era DESPERTO. A desperticidade era colocada como algo avançado demais, 20 anos sem se assediar para alcançar a desperticidade. Em 2014 o professor Waldo publica o DAC e assume na dedicatória a vivência da condição de SEMICONSCIEX (dois níveis acima do desperto). Em seguida no LÉXICO confirma esta condição de SEMICONSCIEX, também na dedicatória. 
.
Há uns 4 anos, Waldo trás uma verpon que impacta a CCCI ao dizer que o grupo atualmente já tem uma maturidade média para, cada um individualmente com o próprio esforço, alcançar a DESPERTICIDADE EM 3 ANOS. E acelerando a expansão da CCCI quanto a compreensão da Escala Evolutiva, no próprio DAC o professor Waldo publica 112 insinuações próprias, e como diz, evidentes da EVOLUCIOLOGIA, e numa abordagem mais pretensiosa da SERENOLOGIA.
.
Na condição de cobaia principal da CCCI, o professor Waldo sempre esteve numa difícil condição de abrir o jogo do seu próprio labcon e fazer tares. Ou, como sempre dizia, “jogar com cartas a menos” evitando a autopromoção desnecessária. O professor Waldo realizava a OMISSUPER o tempo todo.
.
Com os 3 anos para a DESPERTICIDADE, Waldo incentivou a assunção desta condição Evolutiva. Vários intermissivistas corajosamente assumiram esta condição enriquecendo e expandindo as nossas possibilidades de estudos e nos mostrando ser possível o que numa época mais imaturos pensávamos impossível.
.
Na condição de headhunter evolutivo contarei no próximo post a minha busca pelos 2 EVOLUCIÓLOGOS que o professor Waldo disse em 1999 exatamente com estas palavras “…hoje existem 2 adolescentes brasileiros que são EVOLUCIÓLOGOS e que um dia chegarão na Conscienciologia….”.
.
Nada mais correto que após a dessoma do professor Waldo, dentro de uma Governança Evolutiva da CCCI estes EVOLUCIÓLOGOS estejam por aí ….
.
Leiam o verbete “ O Aparecimento dos EVOLUCIÓLOGOS” para o próximo post.
.
Paulo André Norberto

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Paulo André Norberto’s story.